Russell descarta ser menos agressivo após batida em Ímola: “Não devemos temer erros”

George Russell ainda sente o acidente em safety-car que custou pontos em Ímola, mas garante que não vai trocar a forma de pilotar com medo de que novos erros aconteçam

George Russell cometeu um erro que custou caro no GP da Emília-Romanha, em Ímola. Em uma corrida acidentada, o inglês tinha tudo para marcar seus primeiros pontos na Fórmula 1, mas perdeu o controle atrás do safety-car e foi para o muro. Russell ficou abalado e até carta de desculpas escreveu para a Williams, mas, duas semanas depois do ocorrido, já entende que precisa seguir em frente e com a mesma abordagem que vem tendo até aqui.

O inglês explicou que ficou refletindo sobre a batida e chegou a cogitar trocar o estilo de pilotagem por uma abordagem mais cautelosa, mas chegou a conclusão que isso seria prejudicial e que não faz sentido ter medo de errar.

“Depois do erro, precisei de um tempo para pensar a respeito da minha pilotagem. Acho que o automobilismo recompensa quem corre riscos, mas também recompensa os mais cautelosos de vez em quando. Em Ímola, provavelmente, eu teria tido um bom resultado se eu tivesse sido mais cauteloso. Mas também comecei a pensar: qual a linha que define isso? Você é mais cauteloso em classificação? Nós somos pilotos, sempre precisamos aumentar os limites e os erros fazem parte. Deveríamos temer os erros? Não acho”, disse.

George Russell ficou chateado após abandonar em Ímola (Foto: Reprodução/TV)

Russell falou também do pedido de desculpas que escreveu para a Williams em Ímola, explicando que deixou claro na carta que não vai deixar o erro tirar sua agressividade.

“O que eu escrevi na carta de desculpas foi isso: me arrependo da batida? Com certeza. Mas isso vai me fazer mudar a minha pilotagem a partir de agora? Não vai. Estamos todos aqui para superar os limites, somos pilotos e é isso que fazemos quando estamos em uma corrida”, completou.

Ainda sem ponto na F1, Russell está em último no Mundial de Pilotos, perdendo do companheiro Nicholas Latifi no desempate por melhores posições de chegada.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube