F1

Russell diz que situação da Williams “não é tão ruim” quanto tempos em treinos na Austrália indicam

Mais do que lanterna desta sexta-feira (15), a Williams andou muito longe dos adversários e 1s mais lento que ela própria em relação a 2018. Mas George Russell, novato, tenta minimizar o drama
Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo
As duas sessões de treinos livres para o GP da Austrália nesta sexta-feira (15) tiveram a Williams não só andando em último, mas com seus dois pilotos anotando tempos quase 2s mais lentos que os do 18°, ou o "pior do resto". 

A equipe de Grove conseguiu piorar em relação a si própria, também, garantindo a lanterna com tempos quase 1s mais lenta que os que marcou há um ano no mesmo circuito de Albert Park. 

Mas o que parece um drama sem fim foi minimizado, após os treinos, por George Russell - que, claro, é novato, e não pode sair 'queimando' seus novos empregadores.
George Russell (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
De qualquer forma, o britânico comentou que a situação não é tão ruim quanto parece: "Não é perfeito, mas não diria que me sinto tão mal quanto os tempos fazem parecer, de verdade"

"Se você me dissesse antes dos treinos que estaríamos cinco segundos atrás, ou qualquer coisa assim, eu diria que ainda assim estaríamos na direção certa. Claro, temos que melhorar em vários fatores, ajustar diversas coisas, mas não acho que estamos a milhões de quilômetros de distância", seguiu o estreante.

Para o sábado, ele diz que não espera nada além da última fila para sua equipe, junto a Robert Kubica: "Ficarei chocado (se for diferente)."

"Obviamente é uma experiência fantástica competir em meu primeiro final de semana de GP, posso dizer isso. Mas quero ser competitivo e queremos lutar, no momento estamos longe disso. São sentimos conflituosos", finalizou.

O terceiro treino livre, no sábado, começa 0h. A classificação está programada para 3h. GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Austrália, prova que abre a temporada 2019 do Mundial de F1. Siga tudo aqui.