F1

Hamilton abre 2019 na frente do primeiro treino na Austrália, mas dupla da Ferrari e Verstappen ficam perto

Os quatro primeiros colocados do treino livre que abriu o fim de semana do GP da Austrália foram separados por apenas 0s193. Lewis Hamilton foi o mais rápido com 1min23s599, mas Sebastian Vettel e Charles Leclerc ficaram a menos de 0s1 atrás. E Max Verstappen, com a Red Bull empurrada pelo motor Honda, também foi muito bem

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
GUIA 2019
🏁 F1 abre ano de briga de gigantes, coadjuvantes de luxo e grid jovem
🏁 F1 reformula regras para resolver velho dilema da falta de ultrapassagens
🏁 Hamilton busca perfeição em 'temporada mais difícil' para colar em Schumacher
🏁 Atrás de tirar Ferrari da fila, Vettel tenta se livrar do peso dos erros em ano decisivo
🏁 Mudanças, revanche e carros diferentes: como Mercedes e Ferrari retomam duelo
🏁 
Red Bull busca renascimento com aposta na Honda e na liderança de Verstappen
 

A espera acabou. E a manhã de sexta-feira (15) em Melbourne — ainda noite de quinta-feira no Brasil — representou a abertura oficial da temporada 2019 do Mundial de F1, a 70ª da história da categoria, com a realização do primeiro treino livre para o GP da Austrália. Em Melbourne, foi possível ter uma primeira impressão do potencial real dos carros neste início de campeonato. E foi uma primeira impressão de muito equilíbrio, com os carros das três principais equipes da F1 muito próximos. Lewis Hamilton liderou a sessão com 1min23s599 como melhor tempo, mas foi seguido muito de perto pelas Ferrari de Sebastian Vettel e Charles Leclerc e pela Red Bull de Max Verstappen.

Os melhores tempos da sessão foram todos registrados com pneus macios. Vettel ficou a apenas 0s038 do tempo de Hamilton, enquanto Leclerc também andou muito perto, somente 0s074 atrás do líder da manhã na Austrália. Verstappen foi outro grande destaque, mostrando que a Red Bull, agora empurrada pelo motor Honda, é um carro bem-nascido. O holandês ficou a apenas 0s193 na sua melhor volta, terminando à frente da Mercedes de Valtteri Bottas, que completou o top-5.
Lewis Hamilton foi o mais rápido da sessão desta manhã na Austrália (Foto: AFP)
Kimi Räikkönen, agora como piloto da Alfa Romeo, foi o 'melhor do resto', desbancando até mesmo a Renault. O 'Homem de Gelo' se colocou na sexta colocação, com 1s217 atrás de Hamilton e apenas 0s016 à frente de Daniil Kvyat, que foi sétimo colocado no seu retorno à Toro Rosso. O 'Torpedo' russo ficou à frente da Red Bull de Pierre Gasly, enquanto Kevin Magnussen, da Haas, e Nico Hülkenberg, da Renault, completaram o top-10. O alemão enfrentou problemas elétricos no carro, mas voltou e superou Daniel Ricciardo, 17º.

A grande decepção da manhã, como já era esperado, foi a Williams. Mas talvez não era esperado que os FW42 ficassem tão atrás. Robert Kubica, de regresso à F1 como titular neste ano, foi o 19º e ficou a 4s374 do tempo de Hamilton. George Russell, um dos estreantes do ano ao lado de Lando Norris e Alexander Albon, conseguiu ficar ainda mais atrás: 5s141 de déficit para o melhor tempo da sessão.

O segundo treino livre acontece logo mais, às 2h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Austrália, prova que abre a temporada 2019 do Mundial de F1. Siga tudo aqui.

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP da Austrália de F1


Coube a Kimi Räikkönen ser o primeiro piloto a acelerar na abertura do fim de semana que marca o início da 70ª temporada do Mundial de F1. Com a nova Alfa Romeo, o finlandês abriu a fila, que trouxe todos os outros pilotos do grid para realizar a série de voltas de instalação e reconhecimento da pista nos primeiros minutos de atividade na Austrália.

Mas demorou algum tempo para que a primeira volta cronometrada da temporada fosse registrada. O piloto a abrir a tabela de tempos foi Valtteri Bottas, que calçou os pneus médios para anotar 1min26s454. Foi o que bastou para vários pilotos deixarem os boxes e tornar a sessão bem mais movimentada daí em diante. Pouco depois, o finlandês virou 1min24s679, ficando perto da melhor marca do primeiro treino livre na Austrália no ano passado: 1min24s026, com Lewis Hamilton.

Max Verstappen chegou a colocar a Red Bull entre as duas Mercedes no começo da sessão, até que Hamilton voltou à segunda posição, sendo 0s177 mais lento que seu companheiro de equipe. Daniil Kvyat surpreendia ao colocar a Toro Rosso em quarto, à frente das Ferrari de Charles Leclerc e Sebastian Vettel, quando o treino avançava para sua primeira hora.

De fato, a Red Bull de Verstappen impressionava. Hamilton melhorou seu tempo e ficou a apenas 0s059 de Bottas, mas o holandês também realizou uma volta mais rápida, ficando somente 0s086 atrás do finlandês, usando pneus macios. Outro carro que se colocava bem na tabela de tempos era Kvyat, que superava a Red Bull de Gasly para colocar a Toro Rosso em quarto, logo à frente do francês. E Lance Stroll, com a nova Racing Point, aparecia em uma animadora sexta colocação.
Nico Hülkenberg enfrentou problemas na sua Renault durante a sessão (Foto: AFP)
Dos 20 pilotos do grid, apenas um não tinha tempo registrado: Nico Hülkenberg, da Renault. Na rabeira, Robert Kubica, oficialmente de volta à F1 como titular da Williams, colocava 1s2 de frente para George Russell, seu novo companheiro de equipe. A sessão chegava à sua primeira metade na Austrália.

Depois da devolução do jogo extra de pneus à Pirelli, a sessão voltou a ficar movimentada para sua metade final. Foi neste período que a Mercedes colocou seus carros na pista com os pneus macios. E aí, Hamilton não teve muitas dificuldades para registrar 1min23s599 e assumir a ponta. Bottas melhorou, mas não o bastante para chegar perto do tempo do pentacampeão, ficando 0s267 atrás. 

A surpresa era a presença de Kevin Magnussen, com a Haas, na quarta colocação. E as Ferrari seguiam bem discretas, com Leclerc em 11º e Vettel, duas posições atrás. Mas os carros vermelhos ainda não tinham feito voltas rápidas com os pneus mais rápidos do fim de semana. E Verstappen voltava a mostrar ótimo trabalho com um carro que se apresentava como muito forte. Com o novo RB15 empurrado pelo motor Honda, o holandês superou Bottas e ficou a apenas 0s193 de Hamilton.
Sebastian Vettel ficou muito perto do tempo de Hamilton (Foto: AFP)
Mas a Ferrari tratou de mostrar força na fase final do treino depois que Leclerc e Vettel calçaram os pneus macios. Charles virou tempo apenas 0s074 mais lento que Hmailton, subindo para a segunda posição. Em seguida, foi a vez de o tetracampeão registrar sua volta: 1min23s637, sendo ainda melhor que o companheiro de equipe e somente 0s038 atrás de Hamilton. Uma Mercedes e duas Ferrari bem próximas nas três primeiras posições.

Pouco depois, a direção de prova acionou pela primeira vez no ano a bandeira vermelha. Alexander Albon rodou com sua Toro Rosso na curva 2 e danificou a asa dianteira do carro. O anglo-tailandês aparecia em uma boa 11ª posição. A sessão foi interrompida, mas apenas por pouco tempo. Com cerca de 18 minutos, os trabalhos foram retomados no Albert Park, e finalmente com Hülkenberg de volta à pista.

Nos minutos finais, Bottas havia voltado à pista com pneus macios, mas cometeu um erro ao colocar o pneu na grana e rodou na penúltima curva. Mas o finlandês não chegou a bater. Hülkenberg conseguiu fazer uma boa volta para se colocar em décimo, enquanto Daniel Ricciardo vinha apenas em 17º. E as Williams foram a grande decepção porque ficaram muito atrás: Kubica com 4s3 de déficit para Hamilton, e Russell a 5s1, fechando assim a sessão que abriu a temporada 2019 da F1.

F1 2019, GP da Austrália, Albert Park, treino livre 1:

1 L HAMILTON Mercedes 1:23.599   26
2 S VETTEL Ferrari 1:23.637 +0.038 18
3 C LECLERC Ferrari 1:23.673 +0.074 18
4 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:23.792 +0.193 22
5 V BOTTAS Mercedes 1:23.866 +0.267 30
6 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:24.816 +1.217 18
7 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:24.832 +1.233 30
8 P GASLY Red Bull Honda 1:24.932 +1.333 23
9 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:24.934 +1.335 24
10 N HÜLKENBERG Renault 1:25.015 +1.416 11
11 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:25.166 +1.567 23
12 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:25.224 +1.625 18
13 A ALBON Toro Rosso Honda 1:25.230 +1.631 21
14 C SAINZ JR McLaren Renault 1:25.285 +1.686 19
15 L STROLL Racing Point Mercedes 1:25.288 +1.689 26
16 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:25.498 +1.899 21
17 D RICCIARDO Renault 1:25.634 +2.035 16
18 L NORRIS McLaren Renault 1:25.966 +2.367 31
19 R KUBICA Williams Mercedes 1:27.914 +4.315 25
20 G RUSSELL Williams Mercedes 1:28.740 +5.141 25
    Tempo 107% 1:29.451 +5.852  
           
REC L HAMILTON Mercedes 1:21.164 24/03/2018  
MV M SCHUMACHER Ferrari 1:24.125 07/03/2004