Sainz reclama das áreas de escape em Spa e diz que pilotos perderam “medo de arriscar”

As mudanças feitas nas áreas de escape em Spa-Francorchamps, que busca uma licença da FIM, não agradaram Carlos Sainz. O piloto da McLaren questionou as modificações em algumas curvas e citou uma reunião feita com a FIA para resolver a questão

Carlos Sainz Jr. não parece ser um grande apreciador das áreas de escape asfaltadas, pelo menos em Spa-Francorchamps. O espanhol afirmou que a mudança fez com que muitos pilotos perdessem o medo de andar no circuito belga.

Para o GP da Bélgica deste ano, a grama artificial que cercava boa parte da pista foi retirada pela organização para adaptar o circuito de Spa-Francorchamps para provas de motociclismo.

Sainz afirma que agora não há uma punição para quem sai do traçado, pois os competidores não perdem tempo nas áreas asfaltadas. O piloto da McLaren ainda admitiu que o assunto foi discutido em uma reunião com a FIA.

“Sinto que a única coisa que falta em Spa agora é a grama ou brita logo após as zebras. Estamos distantes da sensação de risco e o balanço entre erro e recompensa não está equilibrado nestes circuitos modernos”, declarou o piloto do carro #55.

Carlos Sainz Jr. teve problemas no carro e sequer largou para o GP da Bélgica (Foto: McLaren)

“Apesar da segurança ser primordial, eu acho que ainda há um entendimento a ser encontrado com as áreas de escape. A Eau Rouge e a combinação de curvas do segundo setor serão incríveis, mas acredito que há muito trabalho a ser feito para penalizar os pilotos que saem do traçado. Ter a parte asfaltada ali tira o medo de você andar acima do limite. Sinto falta da grama e da brita nas curvas 8 e 13”, prosseguiu Sainz.

A reunião com a Federação Internacional de Automobilismo também foi citada pelo espanhol. “É algo que falamos com a FIA para ver como criamos este sentimento [de perigo] nos pilotos para haver a sensação de risco e recompensa em curvas rápidas como a 13”, afirmou.

Questionado pela Autosport, Michael Masi, diretor de provas da Fórmula 1 admitiu que a pista de Spa-Francorchamps foi mais “permissiva” com os pilotos neste ano na questão de limites das áreas de escape.

“Não é segredo que Spa está buscando uma licença da FIM [Federação Internacional de Motociclismo]. A grama artificial não faz parte dessa mudança, por isso foi removida. E, sim, acho que o circuito foi mais permissivo em alguns lugares”, disse o dirigente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube