“Sangue, suor, lágrimas e camaradagem”: Mercedes destaca segredos do hepta

Muito sacrifício e camaradagem no dia a dia. Segundo o chefe de equipe Toto Wolff, elementos fundamentais para o maior domínio da história da Fórmula 1

A Mercedes confirmou o que era apenas questão de tempo: o sétimo título mundial de Construtores seguido, algo inédito na história da Fórmula 1. Neste domingo (1), no GP da Emília-Romanha, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas emplacaram nova dobradinha, enquanto Max Verstappen abandonou após um furo de pneu. Após a prova, Toto Wolff, chefe da Mercedes, apontou para causas do sucesso histórico. Sacrifício e camaradagem, por exemplo.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Wolff comentou que, anos atrás, quando a Mercedes se preparava e o plano era faturar um título, ele não gostava de ter como meta planejar vencer múltiplos títulos. Apenas um já era difícil o bastante, afinal. Mas a conquista de número sete é o cume de todo o trabalho duro realizado longe dos olhos do público.

Lewis Hamilton brilhou em Ímola (Foto: AFP)

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

“Preciso agradecer à minha esposa, que está assistindo, e ao meu filho de três anos, a quem eu prometi fazer um sinal”, disse antes de piscar para a câmera.

“É ótimo. Essa tarde é o topo de tudo. Muito sangue, suor e lágrimas atrás de portas fechadas, muito sacrifício que está sempre pouco visível, mas o que se destaca é a camaradagem que temos na equipe ao longo de todos esses anos”, falou.

“Temos os valores certos, acho. Quando penso em nossos feitos e no suporte que temos na Alemanha para todo mundo em Brixworth e Brackley, ficou com um sorriso no rosto”, afirmou.

Como já afirmou nos últimos dias, Wolff quer diminuir suas atribuições. Além de chefe de equipe, é o diretor de toda a AMG, a divisão esportiva da Mercedes. Portanto, quer um sucesso para dividir o cargo no time da F1. E já mira alguém.

“Tenho uma certa vida isolada na minha posição, mas quero trazer alguém para essa mesma posição. Tenho alguém mente”, finalizou.

A Fórmula 1 volta em duas semanas, no GP da Turquia, em que Hamilton já pode se consagrar heptacampeão mundial de Pilotos. Para faturar o título, basta ser segundo colocado e que Bottas até vença a corrida, mas não faça a volta mais rápida. Na conta redonda, o finlandês precisa marcar oito pontos a mais que o inglês para levar o Mundial ainda aberto para o Bahrein.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube