Vettel aprova “dia decente”, mas prega melhora para sábado na Hungria: “Vai ser crucial”

Sebastian Vettel fechou a sexta-feira de treinos livres na Hungria com a oitava posição. A performance foi considerada boa pelo tetracampeão, que, no entanto, deixou claro: “Queremos mais”. Tudo por uma boa posição na classificação no sábado e a perspectiva de um bom resultado no domingo

Vettel tentou fazer uma surpresa de aniversário para Alonso, mas falhou… (Vídeo: F1)

O primeiro dia de atividade de pista do GP da Hungria, 11ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1, fez Sebastian Vettel sorrir. O tetracampeão, que neste fim de semana corre com o capacete com as cores do arco-íris em defesa da comunidade LGBTQIA+, foi o 13º mais rápido no treino livre 1 em Hungaroring, mas apresentou uma melhora considerável na sessão da tarde, a mais quente da sexta-feira (30) — com temperatura da pista acima dos 60ºC. Seb finalizou o dia com o oitavo melhor tempo ao registrar 1min18s228 na sua melhor volta, 1s216 mais lento na comparação com Valtteri Bottas, o mais rápido.

Vettel ficou satisfeito com o que apresentou na pista em Hungaroring, mas disse que não se contenta só com o que alcançou nesta sexta-feira.

“Tivemos um dia decente. Se nos classificarmos amanhã onde terminamos hoje, acho que provavelmente será um bom resultado para nós. Mas, claro, queremos mais, então vamos ver o que podemos encontrar durante a noite”, comentou o piloto da Aston Martin.

Sebastian Vettel defendeu que as pessoas sejam livres para amar (Foto: Aston Martin)

“Minha volta mais rápida nesta tarde foi boa, mas deixei uma pequena margem”, continuou Seb, reforçando que precisa, em uma pista como Hungaroring, encaixar tudo para fazer uma grande volta. Por isso, ter confiança no carro é fundamental.

LEIA TAMBÉM
+Netflix lança documentário sobre Michael Schumacher e marca estreia para setembro

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sebastian Vettel gostou do desempenho do carro nesta sexta-feira na Hungria (Foto: Aston Martin)

“Nesta pista, o piloto pode fazer a diferença se tiver confiança absoluta no carro. É uma curva após a outra, sem muito tempo a pensar, portanto, se conseguirmos encaixar amanhã pela manhã, podemos apontar para um bom resultado na classificação”, acrescentou.

A classificação em Hungaroring é ponto vital para um bom resultado na corrida. Vettel entende que ter um bom desempenho no sábado é a grande chave do fim de semana. “Vai ser crucial para a corrida nos posicionarmos bem [no grid] e partirmos daí. É muito, muito difícil ultrapassar. Não é impossível, mas muito difícil”, lembrou.

Lance Stroll, companheiro de equipe de Vettel na Aston Martin, fechou o top-10 e terminou a 1s308 do tempo de Bottas, portanto a menos de 0s1 da marca estabelecida pelo seu companheiro de equipe. O canadense apontou o quão apertado está o pelotão do meio. A diferença entre Pierre Gasly, o sexto mais rápido da sexta-feira, para Carlos Sainz, o 12º, foi de somente 0s328.

Lance Stroll fechou a sexta-feira como o décimo mais rápido (Foto: Aston Martin)

“Foi muito apertado lá entre as equipes, o que é esperado em Hungaroring. É sempre muito divertido pilotar nesta pista, por isso estou feliz por estar de volta. Aprendemos muito hoje, principalmente com os pneus. Houve muito desgaste nos long-runs do segundo treino, o que frequentemente acontece na Hungria. Vamos analisar isso, já que os pneus e a estratégia podem influenciar muito aqui”, afirmou.

Na mesma linha do que disse Vettel, Stroll gostou do carro como um todo, mas entende que ainda há margem para melhorar ao longo do fim de semana. “Eu me senti bem no carro em volta lançada, mas há sempre pontos a melhorar. Foi um bom começo de fim de semana e estou ansioso pela classificação amanhã. Pode ser especialmente empolgante também se chover”, concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Hungaroring neste sábado. O terceiro treino livre está marcado para 7h (de Brasília, GMT-3), enquanto a classificação acontece às 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

BOMBA! MERCEDES ACENDE GUERRA NA F1 APÓS FIA ESNOBAR RED BULL NO CASO HAMILTON-VERSTAPPEN | Briefing

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar