F1

Sexto, Räikkönen diz que não conseguiu evitar toque no pneu de Alonso: “Não havia o que fazer”

O piloto da Lotus acertou Fernando Alonso logo na primeira volta do GP do Japão e acabou tirando o espanhol da prova. O finlandês se justificou e disse que tentou evitar o toque, mas não conseguiu

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

Kimi Räikkönen foi um dos pilotos que se envolveram em um acidente logo na primeira volta do GP do Japão, realizado neste domingo (7). O piloto da Lotus acertou Fernando Alonso, que, com um pneu furado, acabou abandonando a corrida e viu a vantagem no campeonato cair de 29 pontos para apenas quatro faltando cinco provas para o final da temporada.

O finlandês explicou o que aconteceu na largada e o que causou a batida no piloto da Ferrari. “A largada foi muito apertada. Eu estava ao lado de Fernando, ele aproximou-se mais e mais até que não havia mais como fazer alguma coisa, e não pude evitar [o toque]. Ainda tentei ir mais à esquerda, mas não tinha como e ele tocou na minha asa”, contou.

Räikkönen ainda conseguiu marcar oito pontos no Japão (Foto: Red Bull/Getty Images)

Mesmo com o problema, Räikkönen ainda chegou na sexta colocação, o que rendeu oito pontos no campeonato, suficiente para mantê-lo na terceira posição, 37 pontos atrás de Alonso. “A sexta colocação não era o resultado que esperávamos, mas, infelizmente, não tínhamos velocidade para fazer melhor do que isso hoje”, disse o piloto, visivelmente desapontado.

“Nosso segundo pit-stop não foi o melhor, então, no geral, foi uma corrida muito difícil. O bom é que ainda consegui marcar alguns pontos para seguir na disputa pelo campeonato”, finalizou.