Sirotkin coloca volta à F1 como “principal meta”, mas reconhece: “Agora é uma coisa mais de longo prazo”

Fora da F1, Sergey Sirotkin reconheceu que seu principal objetivo é voltar à categoria. Ainda assim, russo avaliou que esta agora é uma meta de longo prazo

Sergey Sirotkin não desistiu de voltar à F1. O russo assegurou que esse é seu principal objetivo, mas também reconheceu que sabe que esta agora é uma meta “de longo prazo”.
 
Sirotkin defendeu a Williams em 2018, mas acabou perdendo a vaga no time para Robert Kubica. 
 
Desde então, o russo já testou um carro da Audi no DTM, vai correr com a SMP na LMP1 e também testou pela Fórmula E. Ainda assim, o objetivo segue sendo a F1.
Sergey Sirotkin ainda não desistiu da F1 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

“Minha principal meta é voltar ao grid da F1”, disse Sirotkin. “Só que agora é uma coisa mais de longo prazo”, seguiu.

 
“É muito cedo para ser o quão fácil isso pode ser atingido, mas, por enquanto, essa é a minha principal tarefa em médio e longo prazo”, frisou. “No momento, tudo que sei é que vou fazer várias corridas na LMP1 com a SMP ― talvez já na próxima corrida, então terei algo para fazer. Aí algumas outras possibilidades podem aparecer. Por enquanto, é muito cedo nas negociações, então não posso dizer que já sei o que vou fazer”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube