Stroll é investigado por ignorar bandeiras amarelas e fica com pole em xeque na Turquia

Lance Stroll não diminuiu a velocidade durante bandeira amarela causada por Sergio Pérez e corre risco de perder a pole na Turquia. Piloto foi chamado pelos comissários

A festa de Lance Stroll pode durar pouco. O canadense da Racing Point, pole-position do GP da Turquia, foi chamado pelos comissários da FIA, que abriram uma investigação por conta de um incidente durante a última parte da classificação.

O piloto foi chamado por uma suposta violação do regulamento por não respeitar bandeiras amarelas na curva 7.

A situação em questão aconteceu durante a volta da pole de Stroll no Q3. A bandeira amarela foi causada por Sergio Pérez, companheiro de Stroll na Racing Point, que escapou e rodou na curva 7. Lance ganhou o aviso de bandeira amarela no rádio, mas foi avisado que era apenas uma, e poderia continuar acelerando.

Lance Stroll foi o mais rápido no Q3 (Foto: Racing Point)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lando Norris, da McLaren, também está sob investigação por conta de um incidente parecido no Q1, quando melhorou o tempo após Nicholas Latifi, da Williams, rodar na curva 8 e ficar preso na brita. No treino, Norris conquistou a 11ª posição, sem avançar ao Q3.

Se Stroll for punido, a pole deve cair nas mãos de Max Verstappen, da Red Bull, que foi o segundo colocado. Curiosamente, Verstappen viveu um cenário parecido no GP do México de 2019, quando melhorou o tempo da pole durante bandeira amarela e acabou punido. Charles Leclerc, da Ferrari, herdou o primeiro lugar.

O GP da Turquia tem largada marcada para às 7h10 (de Brasília) deste domingo (15). O GRANDE PRÊMIO acompanha ao vivo e em tempo real, junto das duas transmissões do Briefing.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube