F1

Tempo da manhã garante Sainz na ponta do sexto dia de testes em Barcelona. Ferrari vive novo problema

O sexto dia de testes da F1 em Barcelona teve Carlos Sainz Jr. voando com a McLaren pela manhã. O tempo foi suficiente para o espanhol sequer ser ameaçado durante a tarde. Sergio Pérez fechou em segundo com a Racing Point, enquanto Sebastian Vettel foi terceiro de Ferrari, mas a batida que teve fez com que Charles Leclerc praticamente não andasse
Grande Prêmio, de Barcelona / GABRIEL CURTY, de São Paulo
A McLaren segue tendo uma segunda semana bem interessante de testes coletivos em Barcelona. Nesta quarta-feira (27), Carlos Sainz Jr. acertou uma volta voadora pela manhã e, com o melhor tempo da pré-temporada até aqui, liderou o dia com 1min17s144. Durante o período da tarde, o espanhol focou em simulações de corrida e superou com facilidade as 100 voltas completadas, batendo em 130.

Quem mais conseguiu se aproximar da marca estabelecida por Sainz foi Sergio Pérez. O mexicano manteve o bom momento da Racing Point e cravou 1min17s842 também com os pneus C4. Pérez não esteve entre os principais maratonistas do dia, mas também não andou pouco, com 88 giros completados.

A terceira colocação ficou com Sebastian Vettel, mas a Ferrari dificilmente vai ter motivos para festejar. É que o alemão bateu durante a sessão da manhã e o estrago foi tamanho que o companheiro Charles Leclerc só conseguiu andar nos sete minutos finais de atividades. Foram 40 voltas para a Ferrari no dia, de longe a pior marca.

A Alfa Romeo e a Haas tiveram bons dias no pelotão intermediário. Kimi Räikkönen ficou em quarto e Romain Grosjean foi o quinto, ambos superando sem muitos problemas as 100 voltas.

Max Verstappen ficou com a sexta colocação em um dia mais discreto da Red Bull, com a prima Toro Rosso aparecendo logo atrás com Daniil Kvyat. As Mercedes, outra vez, focaram em quilometragem e andaram muito próximas. Valtteri Bottas ficou com o oitavo lugar em cima de Lewis Hamilton por meros 0s002 e a dupla somou 175 voltas.

Robert Kubica foi penúltimo, bem no meio das duas Renault, mas chamou a atenção por completar quase 130 voltas, algo que estava fora da realidade da Williams dias atrás.
Carlos Sainz liderou fácil o dia (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Confira o que aconteceu na tarde do sexto dia de testes coletivos

As atividades da tarde de quarta-feira começaram pontualmente às 10h (em Brasília), com primeiros minutos bem mornos. O que chamou a atenção foi a impressionante quantidade de voltas que Max Verstappen ia fazendo, com o líder da manhã Carlos Sainz Jr. seguindo uma linha parecida de simulação de corrida.
 
O primeiro tempo que caiu consideravelmente em relação ao que tinha sido registrado pela manhã foi o de Romain Grosjean. o francês da Haas baixou em quase 1s sua marca para assumir a quarta colocação.
 
Depois de um bom tempo na garagem, a Renault foi para a pista com mais de uma hora já superada na tarde. E Nico Hülkenberg usava uma solução bem esquisita na asa dianteira. O resultado foi uma marca melhor que a do companheiro Daniel Ricciardo, mas quase 3s mais lenta que a de Robert Kubica, décimo colocado.

Enquanto Verstappen e Sainz seguiam impressionando e já rompiam a barreira das 100 voltas completadas, Robert Kubica e a complicada Williams passavam perto disso. Com foco mais em se aproximar do pelotão, Hülk baixava a marca para 1min20s0, 0s7 atrás do polonês, mas com pneus C2.
Sergio Pérez ficou em segundo (Foto: Racing Point)
O dia estava especialmente parado pela quantidade imensa de simulações de corrida e quase nada acontecia na tabela de tempos. Mas Grosjean apareceu para dar uma graça na disputa já na segunda metade da tarde e virou 1min18s781 de C4, seguindo na quarta colocação.

Quase que ao mesmo tempo, Hülk seguiu sua escalada no pelotão. Já perto das 30 voltas após um começo bem duro, o alemão fez 1min19s175 ainda com o C2, uma marca bem interessante que rendeu a oitava posição parcial.

Enquanto a Ferrari anunciava que seguiria trabalhando no carro para tentar voltar à pista ainda na tarde desta quarta-feira, Hülk seguia baixando seus tempos. Desta vez, o alemão calçou os pneus C3 e foi para sétimo com 1min19s056.
Sebastian Vettel bateu o carro da Ferrari (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
A ação deu uma crescida poucos minutos depois, com Daniil Kvyat e Grosjean fazendo duas boas voltas praticamente ao mesmo tempo. O russo virou 1min18s682 com os compostos amarelos e foi superado pelo francês que, de vermelhos, virou 1min18s635.

E aí os tempos foram caindo em efeito cascata. Sergio Pérez brotou com a Racing Point para cravar 1min18s931 e entrar no bolo do pelotão intermediário, enquanto Kimi Räikkönen entrava no top-3 com 1min18s2.

Assim como na terça-feira, a Racing Point foi se enfiando entre as primeiras colocadas. Pérez subiu para quinto, apenas 0s1 atrás de Verstappen. Entrando nos 30 minutos finais, Sainz, Verstappen, Kubica, Grosjean, Kimi e Kvyat já passavam das 100 voltas.

Grosjean, aliás, seguia usando a reta final da tarde para ir melhorando suas marcas e, com os pneus mais macios disponíveis, virou 1min18s330, subindo para a quarta colocação. Aí apareceu de novo Pérez, se tornando o segundo a romper a barreira de 1min18s no dia e colocando a Racing Point em destaque: 1min17s842 de pneus C4.

Os minutos finais foram interessantes. Charles Leclerc finalmente conseguiu dar uma volta após o estrago causado por Vettel com a batida da manhã e Kimi, mais uma vez, fechou o dia parado no setor 2 com sua Alfa Romeo.

F1 2019, Barcelona, testes de pré-temporada, dia 6, final:

1 C SAINZ McLaren Renault 1:17.144   130
2 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:17.842 +0.698 88
3 S VETTEL Ferrari 1:18.195 +1.051 40
4 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:18.209 +1.065 112
5 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:18.330 +1.186 120
6 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:18.395 +1.251 127
7 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:18.682 +1.538 101
8 V BOTTAS Mercedes 1:18.941 +1.797 74
9 L HAMILTON Mercedes 1:18.943 +1.799 101
10 N HÜLKENBERG Renault 1:19.056 +1.912 57
11 R KUBICA Williams Mercedes 1:19.367 +2.223 129
12 D RICCIARDO Renault 1:22.597 +5.453 72
13 C LECLERC Ferrari     1