F1

Vandoorne vira piloto de simulador da Mercedes e projeta chances no futuro: “Vão ver do que sou capaz”

Stoffel Vandoorne, fora da McLaren e já confirmado na equipe satélite da Mercedes na FE, vai ter mais um vínculo. O belga assume como piloto de simulador em 2019, posto que permite sonhar com a volta ao grid da F1 no futuro
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Stoffel Vandoorne (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Stoffel Vandoorne, sem vaga de titular na McLaren e fora do grid em 2019, encontrou um jeito de ao menos seguir vinculado à F1. O belga revelou que assinou com a Mercedes para assumir o posto de piloto de simulador, atuando nos bastidores para contribuir com o desenvolvimento do carro prateado.
 
Vandoorne recebe a oportunidade com bons olhos. O belga acredita que tem capacidade de, através do vínculo com a Mercedes, retornar ao grid no futuro.
 
“Eu vou fazer o trabalho de simulador para a equipe de F1 da Mercedes. Esse é um papel empolgante para mim por poder seguir envolvido com o mundo da F1, ainda mais com os campeões mundiais”, celebrou Vandoorne. “É uma manobra muito interessante. Tenho certeza de que posso trazer muitas ideias novas, além de que eu vou poder ver quais são as diferenças, já que até agora só trabalhei com a McLaren na F1. É empolgante para mim estar em um novo ambiente”, seguiu.
Stoffel Vandoorne vai trabalhar com a Mercedes nos bastidores (Foto: AFP)
“Certamente é bom seguir envolvido com esse mundo, até porque você nunca sabe o que vai acontecer no futuro. Me envolver com a Mercedes e fazer esse trabalho para eles é bom porque eles vão ver exatamente do que sou capaz. Não sabemos ainda o que vai acontecer com o mercado de pilotos no futuro. Foi meio louco esse ano, quem sabe o que o futuro reserva? É difícil dizer, mas é bom estar envolvido e preparado”, continuou.
 
O vínculo entre Vandoorne e Mercedes faz sentido – o belga vai competir na Fórmula E em 2018-19, representando a HWA, equipe satélite da marca prateada. Dessa forma, o belga rompe de vez com a McLaren, equipe que apoiou a carreira e permitiu duas temporadas como titular, em 2017 e 2018.

Vandoorne se despede do grid da F1, ao menos por enquanto, no GP de Abu Dhabi deste fim de semana. A corrida em Yas Marina marca o fim da temporada 2018.