Vettel acha cedo para apontar Leclerc como companheiro mais forte na F1

Sebastian Vettel falou sobre a parceria com Charles Leclerc, que sofreu mais um embate no GP da Rússia, por conta de ordens de equipe da Ferrari. Ao falar do monegasco, o tetracampeão elogiou, mas entende que ainda não é possível colocar o jovem como o parceiro mais difícil que teve na Fórmula 1

Depois de mais uma controversa envolvendo Charles Leclerc, Sebastian Vettel precisou responder questões sobre a situação ambos na Ferrari, agora sobre a polêmica ordem de equipe dada ainda no início do GP da Rússia, corrida disputava há quase duas semanas. 
 
A etapa russa ficou marcada por queixas de Leclerc quanto ao comportamento de Vettel, depois da largada. De acordo com a estratégia ferrarista, o jovem monegasco, que saía da pole, deveria dar o vácuo ao companheiro de equipe, com a intenção de anular qualquer avanço de Lewis Hamilton, que partia da segunda colocação do grid. O tetracampeão usou bem o recurso e conseguiu não só superar o piloto da Mercedes, como também o colega de time. Só que Sebastian, segundo um acordo pré-corrida feito entre a dupla e a cúpula da Ferrari, deveria devolver a posição a Leclerc, o que acabou não acontecendo.
 
O caso ganhou enorme repercussão e colocou uma luz sobre a relação entre os dois ferraristas. Mas Vettel acha injusto, neste momento, traçar qualquer comparação entre Charles e os companheiros de equipe que já teve em sua carreira na F1. Para o tetracampeão, também é cedo para apontar o jovem de Mônaco como o colega de time mais forte que já enfrentou.
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)
"Não acho que seja justo fazer essa comparação, é um período muito curto ainda", afirmou Sebastian ao ser questionado sobre a disputa com Leclerc dentro das garagens ferraristas.
 
O alemão de 32 anos, no entanto, teceu elogios ao atual parceiro na Ferrari. "É claro que ele é muito jovem ainda, mas é muito rápido, ninguém pode duvidar disso. Mas você não comparar, porque aí teríamos de colocar Mark Webber, Kimi Räikkönen, Daniel Ricciardo, Vitantonio Liuzzi, Sébastien Bourdais no mesmo carro… Não é justo comparar", disse Seb, em Suzuka, onde a F1 está para o GP do Japão.
 
O ferrarista ainda lembrou que Leclerc sequer completou dois anos na Fórmula 1. "Claramente, em termos de velocidade pura, é muito rápido. Mas é um pouco cedo, é apenas sua segunda temporada na F1. É muito diferente de falar sobre Kimi ou Mark, que têm muita experiência", explicou Vettel, emendando que, do ponto de vista da Ferrari, é ótimo ter dois pilotos competitivos.
 
"É bom que ele seja uma referência real. Como eu disse, quando eu sofri para tirar o melhor do carro, é bom ter um companheiro para ajudar. Para a equipe, é ainda mais positivo ter dois pilotos competitivos em pista", concluiu.
 
A programação do GP do Japão vai ser retomada em Suzuka às 10h de domingo (22h de sábado no horário de Brasília) com a disputa do treino classificatório. A largada da 17ª etapa da temporada 2019 está marcada para 2h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
 
Paddockast #37
GRANDES RIVALIDADES INTERNAS 

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube