Vettel admite que “teve um pouco de sorte” com tráfego enfrentado por Hamilton no GP da Austrália: “Foi crucial também”

Sebastian Vettel admitiu que teve um pouco de sorte com a parada precoce de Lewis Hamilton e o trânsito enfrentando pelo tricampeão na sequência. O alemão também se mostrou satisfeito com o ritmo da Ferrari e a estratégia certeira para vencer o GP da Austrália

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Vencedor inconteste do GP da Austrália, Sebastian Vettel admitiu também que teve "um pouco de sorte" com o trânsito enfrentado por Lewis Hamilton após o pit-stop de ambos na corrida que abriu a temporada 2017 da F1, em Melbourne, no último domingo. 

 
Largando da pole, o tricampeão liderou a corrida australiana até ter de parar na volta 18. Vettel, que acompanhou muito de perto o desempenho do inglês, assumiu a ponta e só foi aos boxes seis giros mais tarde, voltando à frente, enquanto Hamilton se via preso atrás de Max Verstappen, que foi aos pits três passagens depois do ferrarista. Só que o tempo perdido ali custou a luta pela vitória ao britânico. 
 
"Eu estava brigando para me manter perto, mas sem correr risco. Eu sabia que precisava ficar bem atrás dele", afirmou Vettel sobre a primeira parte da corrida. "Uma vez que ficou claro a estratégia deles, não havia mais motivo para segui-lo. Nós permanecemos na pista por mais tempo, os pneus ainda estavam rendendo muito bem e o ritmo parecia ótimo. Foi bem apertado, mas sabia que Max provavelmente tentaria algo diferente ", explicou.
Sebastian Vettel vence o GP da Austrália (Foto: Reprodução/Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"Isso, obviamente, foi crucial para a nossa corrida. Eu tentei andar o mais forte que consegui para abrir vantagem ali. Tivemos um pouco de sorte também porque Lewis enfrentou um pouco de trânsito. De qualquer forma, fizemos uma corrida muito boa, e estou muito feliz", completou o tetracampeão.

 
Sebastian, por fim, fez uma análise da nova F1, em que as ultrapassagens se tornaram mais difíceis, mas com carros que tem menos desgaste de pneus. "Foi bem diferente dos últimos anos, em que você precisava gerenciar tudo. Acho que foi um pouco mais cru, especialmente o começo. Embora a gente não tenha tido uma luta roda a roda, eu pude ver que Lewis estava andando forte e tendo dificuldade", concluiu.
 
PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube