F1

Vettel aparece no momento certo, supera rivais e coloca Ferrari na pole-position do GP de Singapura

Cantada em verso e prosa como favorita à pole-position em Singapura, a Ferrari não chegou a liderar nenhum dos três treinos livres do fim de semana, mas fez valer o melhor equilíbrio do carro quando foi pra valer. Sebastian Vettel garantiu em Singapura a terceira pole da temporada e parte na melhor colocação para buscar a vitória e retomar a liderança do campeonato

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

Sebastian Vettel tem em Singapura sua grande chance para retomar a liderança do campeonato, perdida há quase duas semanas, em Monza. Ainda que não tivesse começado bem o fim de semana em Marina Bay, o tetracampeão teve um sábado (16) bem mais positivo. Primeiro, ao andar muito mais perto da Red Bull no terceiro treino. E no treino classificatório que definiu o grid de largada, o alemão confirmou porque a Ferrari já era apontada até pela rival Mercedes como a favorita à pole.

Com volta espetacular, Vettel anotou 1min39s491 na sua última tentativa, vai largar na frente pela terceira vez na temporada e tem na sua colocação no grid o grande trunfo para bater o rival Lewis Hamilton, vencer e reassumir a ponta do Mundial. O britânico vai partir apenas da quinta colocação. Destaque para a Red Bull, que colocou seus dois pilotos no top-3: Max Verstappen em segundo e Daniel Ricciardo em terceiro. Kimi Räikkönen fecha a segunda fila do grid. A terceira tem as Mercedes de Hamilton e Valtteri Bottas, enquanto Nico Hülkenberg e Fernando Alonso largam logo atrás. Stoffel Vandoorne e Carlos Sainz completam o rol dos dez primeiros.

Felipe Massa enfrentou problemas na classificação, não conseguiu boa performance em nenhum momento e ainda cometeu um erro na saída da curva 20, danificando a roda traseira. O brasileiro ainda conseguiu voltar para uma volta final, mas não passou para o Q2 e vai largar em 17º.
 
A largada do GP de Singapura acontece neste domingo, às 9h (horário de Brasília), com transmissão pela Rede Globo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL por meio do livetiming.
Sebastian Vettel vai largar na frente em Singapura (Foto: AFP)
Saiba como foi a classificação do GP de Singapura de F1

Pouco antes da abertura do Q1, a direção de prova notificou pilotos e equipes que havia resíduos de óleo na saída da curva 20, ocorrida durante sessão de treinos de uma categoria-suporte, quando um carro chegou a pegar fogo. O primeiro a marcar tempo na sessão foi Räikkönen, seguido por Vettel e as Toro Rosso de Sainz e Kvyat. O tráfego era cada vez mais intenso com a presença dos 20 pilotos na pista.

A McLaren, que foi grande destaque do terceiro treino, começou muito bem a sessão com Vandoorne assumindo a ponta com 1min44s008. Mas logo a Red Bull se colocou na frente com seus dois pilotos. Ricciardo se colocou na liderança com 1min42s846 e Verstappen vindo logo atrás. Mas chamava a atenção que as marcas eram mais altas que as registradas pelos pilotos no último treino livre. Outra cena que marcava o Q3 era um furo no pneu traseiro direito de Massa, causado por uma batida no muro da penúltima curva, a 20.

Hamilton chegou a aparecer bem no Q1, mas logo as Red Bull retomaram o 1-2 com Verstappen na frente, com 1min42s010, 0s053 à frente de Ricciardo. Bottas vinha em quarto, enquanto as Ferrari, nos boxes, estavam em quinto com Räikkönen e sexto com Vettel. E na entrada do pit-lane, Sainz enfrentava problema no seu motor, que fumava bem diante dos mecânicos da Toro Rosso.
Massa 'beija' o muro com força e danifica a roda traseira direita do seu FW40 (Foto: Reprodução)
Ao fim da primeira parte do treino, restava mesmo saber quem seria eliminado. As Toro Rosso encaixaram grandes voltas, com Sainz se posicionando em terceiro e Kvyat em quinto. Massa ainda conseguiu voltar à pista, mas cometeu um erro e fez o 15º tempo. Uma volta que o colocaria pelo menos no Q2. Mas ninguém esperava que Jolyon Palmer fizesse volta incrível para subir para a quinta posição. O britânico só não fechou no top-5 do Q1 porque as McLaren foram sensacionais. Alonso se colocou em terceiro, enquanto Vandoorne foi o quinto, atrás de Sainz e à frente de Hamilton.

Kevin Magnussen, Lance Stroll, Pascal Wehrlein e Marcus Ericsson se uniram a Massa como os primeiros eliminados da classificação.

O Q2 começou com 14 dos 15 pilotos na pista — exceto Romain Grosjean — para mais 15 minutos de sessão. Kimi foi novamente o primeiro a marcar tempo, desta vez com uma grande marca: 1min40s999, que foi facilmente batida por Vettel, 0s470 mais rápido que o companheiro de equipe. Seb cravava o novo recorde da pista com 1min40s529, mas era um tempo que não iria durar por muito tempo. Isso porque as Red Bull também aceleravam em volta rápida.
Stoffel Vandoorne fez excelente classificação em Marina Bay (Foto: McLaren)
Verstappen avançou à liderança com 1min40s379, enquanto Ricciardo aparecia em terceiro. A Mercedes melhor colocada era a de Hamilton, em sexto, logo à frente de Vandoorne, que fazia excelente treino e superava Bottas. Alonso, por sua vez, figurava em 11º quando restavam cerca de cinco minutos para o fim do Q2.

Ainda havia tempo ao menos para uma tentativa de volta rápida na segunda parte da classificação. Grosjean finalmente marcou tempo, mas estava no fim da fila. Quem conseguiu encaixar boa volta foi Alonso, que subiu para oitavo, longe de Vandoorne na sua primeira tentativa. Outro que andou bem foi Räikkönen, que subiu para segundo. Mas Verstappen estava impossível e melhorou ainda mais, com 1min40s332. Ricciardo completou o 1-2 da Red Bull, enquanto Kimi e Vettel ficaram logo atrás. Hamilton foi apenas o quinto no Q2, seguido por Vandoorne, Hülkenberg, Bottas, Alonso e Carlos Sainz. Palmer, Sergio Pérez, Kvyat, Esteban Ocon e Grosjean foram eliminados.

No começo do Q3, a disputa foi real entre Vettel e os dois carros da Red Bull. Verstappen chegou a marcar 1min36s814, mas o tetracampeão deu o troco com 1min39s669. Ricciardo estava em terceiro, também com volta abaixo de 1min40s, enquanto Räikkönen aparecia em quarto, à frente de Hamilton. Mas ainda restava uma tentativa. Verstappen conseguiu assumir a pole provisória, deixando toda a responsabilidade para o tetracampeão. Mas Vettel não decepcionou. Com tempo espetacular, o alemão garantiu o novo recorde do circuito de Singapura na bandeirada final: 1min39s491. Pole-position para o alemão, que se emocionou muito com a conquista.

F1 2017, GP de Singapura, Marina Bay, treino classificatório, final:

1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:39.491   18
2   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:39.814 +0.323 17
3   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:39.840 +0.349 17
4   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:40.069 +0.578 18
5   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:40.126 +0.635 17
6   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:40.810 +1.319 16
7   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault   1:41.013 +1.522 18
8   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda   1:41.179 +1.688 20
9   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda   1:41.398 +1.907 19
10   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault   1:42.056 +2.565 20
11   30 Jolyon PALMER ING Renault   1:42.107 +2.616 12
12   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:42.246 +2.755 8
13   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault   1:42.338 +2.847 14
14   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:42.760 +3.269 11
15   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari   1:43.883 +4.392 13
16   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:43.756 +4.265 8
17   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes   1:44.014 +4.523 6
18   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:44.728 +5.237 9
19   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari   1:45.059 +5.568 9
20   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari P +5 1:45.570 +6.079 6
          Tempo 107%   1:46.455 +6.964  
                   
Recorde Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:39.491 16/09/2017  
Melhor volta Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:47.187 18/09/2016  

ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN