Vettel brilha na chuva e crava pole do GP da Malásia. Massa supera Alonso e larga em segundo

De maneira incrível, Sebastian Vettel domou seu RB9 e garantiu a segunda pole-position da temporada em classificação lotérica em Sepang. Felipe Massa se classificou pela quarta vez consecutiva à frente de Fernando Alonso e vai largar em segundo

A cobertura do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
Siga o Grande Prêmio no Twitter
Curta a página do Grande Prêmio no Facebook

Sebastian Vettel conquistou a pole-position do GP da Malásia de F1. De maneira incrível, o tricampeão mundial conseguiu domar seu Red Bull RB9 na pista bastante molhada de Sepang, neste sábado (23). Já com o cronômetro zerado, o alemão cravou 1min49s674 e assegurou pela segunda vez o direito de abrir o grid na temporada.

Mas o grande destaque do dia foi Felipe Massa. O único brasileiro do grid da F1 em 2013 superou pela quarta vez consecutiva seu companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, e conquistou um feito: vai largar na primeira fila, logo ao lado de Vettel. É a primeira vez desde o GP do Bahrein de 2010 que Felipe não consegue largar em uma posição tão boa na F1.

Vencedor do GP da Malásia do ano passado, Fernando Alonso abre a segunda fila do grid. Ao seu lado, o bicampeão do mundo terá um velho conhecido: Lewis Hamilton, que conseguiu mais uma vez um bom rendimento em classificações com a Mercedes. O britânico vai largar à frente de Mark Webber, que dividirá a terceira fila do grid com Nico Rosberg. Kimi Räikkönen repetiu a sétima colocação conquistada no GP da Austrália. Contudo, o finlandês foi considerado culpado pela direção de prova por ter bloqueado a passagem de Rosberg na curva 14 durante a sessão. Por conta da manobra, Kimi perdeu três posições e caiu para décimo.

Assim, Jenson Button ganhou uma posição e vai iniciar a prova em sétimo. O britânico vai dividir a quarta fila do grid com Adrian Sutil, que andou de maneira bastante razoável durante todo o fim de semana com o bom carro da Force India. Sergio Pérez, que foi ao Q3 pela primeira vez desde que assumiu o posto de piloto da McLaren, larga em nono, logo à frente de Räikkönen.

Massa e Vettel eram só alegria após a classificação; Alonso não estava lá muito feliz (Foto: Getty Images)

Favoritos à pole-position do GP da Malásia, Vettel e Räikkönen só foram à pista na metade final do Q1, assim como Adrian Sutil. Mas para a maioria dos pilotos em Sepang, a primeira parte da classificação começou cedo e de maneira intensa. Com a temperatura da pista estimada em 41ºC, os competidores deixaram os boxes usando pneus duros, identificados pela cor laranja.

No começo do treino, a Mercedes deu as cartas na Malásia, com Rosberg registrando o melhor tempo: 1min37s239, seguido por Alonso e Hamilton. O destaque ficava pela boa participação da McLaren de Button, em quarto, e Massa, que fechava o rol dos cinco primeiros. Mas, ainda faltavam dez minutos para o fim do Q1, e muita coisa ainda aconteceria no circuito malaio.

A luta neste primeiro segmento era, principalmente, para sobreviver e seguir na classificação. Claro que os ‘favoritos’ para a eliminação eram os carros de Caterham e Marussia. Mas Williams e Toro Rosso lutavam para escapar da zona da degola. Enquanto isso, Vettel permanecia nos boxes sem volta cronometrada mesmo faltando sete minutos para o fim do Q1.
Kimi manteve a Lotus entre os primeiros colocados ao longo da classificação (Foto: Getty Images)

Alguns pilotos usaram os pneus médios para realizarem boas marcas e conseguirem avançar ao Q2 sem problemas. E o grande tempo nesta fase foi realizado por Sutil, que marcou 1min36s809, avançando para o primeiro posto. O experiente piloto da Force India foi seguido por Räikkönen e Rosberg. Por sua vez, Vettel finalmente deixava os boxes. O alemão optou por ficar o menor tempo possível na pista para poupar pneus, tática usada por praticamente todos os pilotos do grid.

Vettel nem precisou forçar muito o ritmo para se garantir entre os 16 primeiros, assim como Webber, último piloto a registrar volta rápida no Q1. O australiano, sem sustos, assegurou a nona marca da primeira parte da classificação. No fim das contas, além de Jules Bianchi, Charles Pic, Max Chilton e Giedo van der Garde, que já eram esperados, ficaram de fora também Jean-Éric Vergne, da Toro Rosso, e Valtteri Bottas, da Williams. Massa assegurou o 12º tempo da primeira fase da sessão.

Chuva aparece em Sepang e deixa Grosjean e Di Resta de fora do Q3

Com poucos minutos de Q2, os pilotos deixaram os boxes para a realização de voltas cronometradas. A pressa era explicável, já que nuvens negras rodeavam o circuito de Sepang, indicando que a chuva poderia pintar a qualquer momento durante a classificação do GP da Malásia.

Assim, quem tinha condições conseguiu registrar tempos fortes o bastante para garantir vaga no Q3. Sutil vinha em uma forma impressionante e conseguiu o quinto tempo, ficando só atrás Räikkönen, Hamilton, Webber e Rosberg, que cravou o melhor tempo do fim de semana — com 1min36s190. Massa também conseguiu se garantir antes de a chuva aparecer. O brasileiro registrou o sexto tempo, ficando logo à frente de Alonso. 
Sutil foi ao Q3 logo em sua segunda corrida após retorno à F1 (Foto: Getty Images)

Quem deixou para fazer sua volta no terço final do Q2 deu azar, mas muito azar. Isso porque a chuva finalmente chegou de vez quando faltavam cinco minutos para o fim do segmento, molhando boa parte da pista e impossibilitando uma melhora dos tempos. Assim, Romain Grosjean, Nico Hülkenberg, Daniel Ricciardo, Esteban Gutiérrez e Paul di Resta ficaram pelo caminho, assim como Pastor Maldonado, que sequer foi à pista.

Avançaram ao Q3, pela ordem de tempos, Rosberg, Webber, Hamilton, Räikkönen, Sutil, Massa, Alonso, Button, Vettel — que deu muita sorte e quase ficou de fora — e Pérez, que foi ao Q3 pela primeira vez defendendo a McLaren.

Vettel garante pole em Q3 lotérico; Massa volta à primeira fila após três anos

Entre o Q2 e o Q3, a chuva apertou bastante em Sepang, não o bastante para encharcar a pista, mas, sim, a ponto de os dez pilotos da fase final da classificação usarem os pneus intermediários. Sutil puxava a fila e trazia consigo os outros nove competidores. Em alguns trechos, a pista estava bem molhada, em outros, mais seca. A direção de prova avisou que o uso da asa móvel estava banido por razões de segurança.

As condições da pista tornavam a luta pela pole-position uma autêntica loteria. Não havia favoritos à posição de honra no grid do GP da Malásia. Na primeira volta mais rápida dos pilotos, Vettel assegurou melhor volta e a pole provisória com 1min52s244, com Massa em terceiro, novamente à frente de Alonso.
Vettel deixou a Ferrari comendo poeira até na chuva em Sepang (Foto: Getty Images)

Mas faltavam, pelo menos, outras duas voltas para cada piloto em Sepang, o que tornava o fim do Q3 dramático. Em sua segunda volta rápida, Hamilton destruiu o tempo de Webber e marcou 1min51s699, com Webber em segundo e Vettel em terceiro. Massa subiu para quinto, duas posições à frente de Alonso. Mas faltava mais uma volta para cada piloto.

Aí brilhou mais forte a estrela de Vettel, que aproveitou a ligeira melhora da pista e cravou belíssima volta. O alemão registrou 1min49s674, desbancou o tempo de Alonso e assegurou mais uma pole-position na carreira. De maneira surpreendente, Massa foi, já com o cronômetro zerado, novamente mais rápido que Alonso e garantiu seu lugar na primeira fila do grid, algo que não acontecia desde o GP do Bahrein de 2010.

F1, GP da Malásia, Sepang, grid de largada:
 1 Sebastian VETTEL ALE Red Bull Renault   1:49.674   13
 2 Felipe MASSA BRA Ferrari   1:50.587 +0.913 15
 3 Fernando ALONSO ESP Ferrari   1:50.727 +1.053 14
 4 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:51.699 +2.025 15
 5 Mark WEBBER AUS Red Bull Renault   1:52.244 +2.570 14
 6 Nico ROSBERG ALE Mercedes   1:52.519 +2.845 14
 7 Jenson BUTTON ING McLaren Mercedes   1:53.175 +3.501 14
 8 Adrian SUTIL ALE Force India Mercedes   1:53.439 +3.765 12
 9 Sergio PÉREZ MEX McLaren Mercedes   1:54.136 +4.462 16
10 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Lotus Renault P+3 1:52.970 +1.271 12
11 Romain GROSJEAN FRA Lotus Renault   1:37.636   7
12 Nico HÜLKENBERG ALE Sauber Ferrari   1:38.125   12
13 Daniel RICCIARDO AUS Toro Rosso Ferrari   1:38.822   12
14 Esteban GUTIÉRREZ MEX Sauber Ferrari   1:39.221   14
15 Paul DI RESTA ESC Force India Mercedes   1:44.509   10
16 Pastor MALDONADO VEN Williams Renault       10
17 Jean-Éric VERGNE FRA Toro Rosso Ferrari   1:38.157   8
18 Valtteri BOTTAS FIN Williams Renault   1:38.207   7
19 Jules BIANCHI FRA Marussia Cosworth   1:38.434   8
20 Charles PIC FRA Caterham Renault   1:39.314   6
21 Max CHILTON ING Marussia Cosworth   1:39.672   8
22 Giedo VAN DER GARDE HOL Caterham Renault   1:39.932   6
  TEMPO 107% Q1     1:43.585    
               
REC Fernando ALONSO ESP Renault R25   1:32.582 20/03/2005  
MV Juan Pablo MONTOYA COL Williams BMW FW26   1:34.233 20/03/2004  
               
  Condições do tempo   NUBLADO DEPOIS CHUVA   ar: 31-32ºC | pista: 32-41ºC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube