Vettel se esquiva sobre renovação com Ferrari, mas reforça: “Ainda amo pilotar”

O discurso de Mattia Binotto sobre o futuro de Sebastian Vettel na Ferrari segue o mesmo: “Ele é nossa primeira opção”. A fala é compartilhada pelo próprio piloto, que deixou claro que ainda está motivado o bastante para continuar a defender a escuderia de Maranello e, consequentemente, seguir na F1 depois de 2020

Um dos assuntos mais comentados no mundo da F1 neste início de 2020 diz respeito ao futuro de Sebastian Vettel na Ferrari e na própria categoria. O alemão tem contrato com a escuderia de Maranello até o fim do ano, cenário que levanta muitas questões sobre a sequência da sua carreira no esporte. Mas o tetracampeão do mundo reafirmou que segue motivado o bastante para continuar no grid por mais algum tempo.
 
Vettel e Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari, têm um ponto em comum e concordam que o alemão é a “primeira opção” para seguir depois de 2020. O dirigente ítalo-suíço afirmou, durante entrevista coletiva acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO na última quarta-feira, que já teve o primeiro contato a respeito de uma eventual renovação com Sebastian, ainda que reforce: não há pressa para definir o futuro.
 
“Já dissemos antes: Sebastian é nossa primeira opção. Estamos começando a conversar. Todos temos a consciência de que seu contrato termina neste ano, mas logo vamos começar a conversar com mais calma. O mais importante é o projeto que compartilhamos e nossa visão a longo prazo. Tenho certeza de que vamos chegar a um acordo muito em breve”, disse.
Sebastian Vettel segue prestigiado dentro da Ferrari (Foto: Ferrari)
O alemão endossou o discurso de Binotto, mas se esquivou sobre negociações para renovar com a Ferrari neste momento. A meta de Seb, por enquanto, está voltada para o agora.
 
“Acho que é vice-versa, quanto à primeira opção. Neste momento, a prioridade é o carro que temos na garagem. A prioridade é garantir que possamos aprender tudo o que pudermos. Agora mesmo, o futuro não é tão importante, mas vai chegar ao ponto em que vai ser importante que tratemos dessas coisas e que conversemos sobre o amanhã”, disse.
 
Por sua vez, o chefe da Ferrari ressaltou o bom relacionamento que tem com Vettel e como o piloto é visto como muito importante pela equipe.
 
“Eu o conheço há muitos anos, desde antes de ser chefe de equipe. A temporada passada foi importante para nos conhecermos mais e melhor. A relação é boa. Não é que tenhamos de buscar um espaço na nossa agenda. Vai chegar a um ponto em que começaremos a falar e compartilharemos nossa visão de futuro”, acrescentou Binotto.
 
Na visão de Mattia, o tetracampeão tem qualidades que são fundamentais para o crescimento de uma equipe como a Ferrari.
 
“A equipe melhorou nos últimos anos, e Vettel tem muita parte deste mérito. Ele tem muita experiência. É um campeão, um líder na equipe, também com os engenheiros e seu companheiro de equipe. Sempre tenta com que estejamos no melhor possível. Ele é exigente naquilo que acredita ser importante para a equipe”, salientou.
 
No início da sua sexta temporada pela Ferrari, Vettel lembrou que ainda não alcançou a meta definida desde 2015. Mas lembrou que segue muito motivado para tirar a equipe italiana de uma fila que já dura desde 2007.  “Estou há muitos anos, mas ainda amo pilotar. Te diria que sim”, respondeu Seb ao ser indagado sobre a motivação para continuar na Ferrari e na F1.
 
“Fiquei emocionado quando, na semana passada, entrei no carro pela primeira vez. Essa satisfação, que você percebe ao pilotar o carro, é a mesma. Mas estamos aqui para vencer. Tivemos alguns anos melhores que os outros, mas nenhum foi tão bom como gostaríamos porque você quer que a Ferrari conquiste um título, e ainda não o fizemos. Mas a determinação e a vontade ainda estão lá. A equipe tem ambição, e estamos aqui para lutar”, reforçou.
 
Por fim, Vettel aproveitou para avisar que o momento vivido por Charles Leclerc, seu companheiro de equipe, que renovou contrato recentemente com a Ferrari até o fim de 2024, não vai influenciar no seu futuro em Maranello.
 
“Desde o começo temos uma boa relação. Nos damos bem. Ele está em um ponto da sua carreira que é bem diferente do meu. Tenho consciência disso, mas não acho que importe muito”, finalizou.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre AO VIVO, em TEMPO REAL e ‘in loco’ os testes de pré-temporada da F1 em Barcelona com o repórter Vitor Fazio. Siga tudo aqui.

Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube