Vettel vê teste da Mercedes como assunto crítico: "É uma vantagem em relação aos outros”

Sebastian Vettel afirmou que teste da Mercedes com a Pirelli é um assunto crítico e acredita que o time de Brackley terá vantagem em relação aos demais times da F1

Acompanhe a cobertura do GP do Canadá no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Depois de Nico Rosberg sair em defesa da Mercedes afirmando que o teste realizado com a Pirelli não trouxe nenhum benefício para o time, chegou a vez de Sebastian Vettel se pronunciar. E o piloto da Red Bull tem uma visão completamente diferente. 
Vettel acredita que Mercedes levará vantagem por teste com Pirelli (Foto: Red Bull/Getty Images)
 
“Vejo isso como um assunto critico”, disse Vettel ao jornal ‘Suddeutsche Zeitung’. “Cada quilômetro de teste é uma vantagem e a Mercedes teve a oportunidade de testar os pneus que com que provavelmente correremos em Silverstone. Acho que isso é uma vantagem em relação a todos os outros times”, opinou o tricampeão.

Mais tarde nesta quinta-feira (6), o alemão voltou a falar do assunto com a revista inglesa ‘Autosport’. Na entrevista, o atual tricampeão reafirmou que não sabe em quais condições a Mercedes testou, mas toda ajuda sempre é bem-vinda às equipes da F1.

“Eu não sei exatamente os pneus que eles usaram, mas acho que você sempre aprende algo quando está na pista. Em algum momento, você acaba usando os pneus que já foram testados no campeonato ou que iremos ter no futuro, então neste caso cada volta importa”, declarou o germânico.

O piloto da Red Bull lembrou, ainda, que não são apenas os pneus que são avaliados em uma atividade como essa. A equipe consegue desenvolver ainda mais o carro, já que a pré-temporada, mesmo importante, não representa um ganho significativo a longo prazo.

“Todos nós sabemos como é importante testar no inverno. Mas a qualidade dos treinos não é a mesma porque as condições são diferentes. Os carros estão em um momento muito cedo do desenvolvido, então se você tiver a chance de testar em algum lugar durante a temporada, por três dias, portanto será uma grande ajuda”, acrescentou.

Quem também se pronunciou sobre os pneus foi Mark Webber. O companheiro de Vettel na equipe austríaca concordou que todo treino sempre beneficia os times. “Não há mistério. É uma ótima oportunidade poder ir a uma pista em que você acabou de competir, levar seus pilotos e ver o que acontece”, disse.

“Parece que não houve nenhuma informação extra sobre os pneus, é assim que a Pirelli faz os testes, mas é preciso admitir que a base é praticamente a mesma da que estamos usando. Então você vai ter uma boa noção do que está acontecendo”, apontou o australiano, ao dizer que a Mercedes terá andado com um carro com o mesmo pneu usado em algum GP.

Apesar disso, o piloto da Red Bull absolveu Nico Rosberg e Lewis Hamilton do episódio. Webber afirmou que um treino dos pneus beneficia apenas as equipes, já que os pilotos não têm muito que aprender, pois não têm acesso aos dados sobre os pneus.

“Você não vai aprender nada como piloto. Certamente não é tão bom para os pilotos quanto um teste normal porque nestes é tudo mais transparente, até mesmo do ponto de vista da equipe. Mas acho que você também pode testar algo no carro. Então, da perspectiva da equipe, é muito mais importante que para um piloto”, encerrou.

 
Depois de avaliar o relatório apresentado pelos comissários do GP de Mônaco, onde Ferrari e Red Bull protestaram contra o teste, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) decidiu encaminhar o caso ao Tribunal Internacional. A equipe é investigada por supostamente ter quebrado o regulamento da F1 ao completar 1000 km de testes com a fábrica italiana utilizando o carro de 2013.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube