Vice-líder da F1, Verstappen alfineta Bottas: “As duas Mercedes deveriam estar à frente”

Para Max Verstappen, Valtteri Bottas deveria estar acima dele na classificação. Como não está, o holandês vê a Red Bull superando expectativas em 2020

A classificação do Mundial de Fórmula 1 em 2020 aponta, após seis etapas, Lewis Hamilton como líder, Max Verstappen em segundo e Valtteri Bottas fechando o top-3. Mas para o único membro da Red Bull em tal lista, a ordem deveria ser outra.

Nesta quinta-feira (23), em Spa-Francorchamps, Verstappen afirmou que é obrigação da Mercedes colocar os dois carros nas duas primeira posições, e que por isso estar na vice-liderança mostra que ele próprio e sua equipe têm superado expectativas.

“Olhando apenas em termos de velocidade, as duas Mercedes deveriam estar à frente de mim no campeonato”, comentou, com uma cutucada em Bottas – o finlandês tem 89 pontos, seis a menos que os 95 de Verstappen.

“Claro que ele teve um abandono, mas eu tive também. Quer dizer, ele terminou fora dos pontos por um furo de pneu (GP da Inglaterra), então zerou. Claro que foi azar, mas foi azar para mim também na primeira corrida (GP da Áustria)”, continuou.

Verstappen segue na vice-liderança do campeonato (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

“Acho que, no geral, estar em segundo em tão poucas corridas, em que eu acredito que a Mercedes teve mais ritmo que nós, mostra que estamos superando expectativas, maximizando o que podemos. Então estou feliz”, concluiu.

Verstappen terminou à frente de Bottas nas últimas quatro corridas, incluindo a vitória no GP dos 70 Anos. Na pista, só terminou atrás do rival no GP da Estíria, quando foi terceiro, enquanto o finlandês foi segundo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar