Villeneuve aponta grande distância para Massa no Brasil e desdenha de Stroll: “Isso após um ano. Tire suas conclusões”

Em declaração exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Jacques Villeneuve mostrou novamente que não gosta de recuar. É algo notável desde os tempos em que disputava títulos e vitórias na Indy e na F1 e que mantém agora, como crítico. Mesmo depois de Stroll marcar pontos e até ir ao pódio numa etapa da temporada, Jacques ainda trata o jovem com enorme desdém pelas más atuações em certas pistas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Desde que a Williams confirmou Lance Stroll como um de seus pilotos para a temporada 2017, Jacques Villeneuve se pôs como oposição. Primeiro de forma mais leve, depois com palavras mais duras que suscitaram respostas do jovem compatriota. A situação para Villeneuve até dentro da Williams pela qual foi campeão mundial ficou difícil. De lá para cá, Stroll chegou até ao pódio, mas Jacques segue longe de estar convencido.

 
No paddock de Interlagos na manhã do GP do Brasil, o campeão mundial de 1997 falou rapidamente e de forma exclusiva com o GRANDE PRÊMIO. Villeneuve foi perguntado sobre o que acha de Lance agora que a temporada está chegando ao fim. Se alguém esperava ver um recuo de Jacques, nem pensar.
 
"Mas por que ainda precisam me perguntar? Apenas olhe: no Q1 da classificação, Felipe foi quarto e Lance foi 18º – Lance ficou 1s atrás de Felipe", apontou. "E isso depois de toda a temporada. Eu nem preciso responder sua pergunta, qualquer um pode chegar a uma conclusão", alfinetou.
 
Ainda em novembro do ano passado, Villeneuve apontava que Stroll tinha talento, mas "não sabia sofrer ainda". Mas depois a situação piorou: Jacques chamou a decisão de contratar Stroll de "loucura absoluta" em março e, em junho, disse que o canadense era "um dos piores estreantes da história" e o início da temporada havia sido "patético". Em Silverstone, no GP da Inglaterra, Jacques foi impedido de circular pelas instalações da Williams
Lance Stroll ainda não convenceu Villeneuve (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Na melhor resposta possível a VIlleneuve, embora ainda se apresente muito mal sobretudo em pistas que nunca andou, como Interlagos – apesar da Williams livrar o jovem de culpa pela atuação no Brasil -, Stroll tem respeitáveis 40 pontos no ano e um pódio no GP do Azerbaijão. Massa, o experiente companheiro, tem 42 tentos.

Ainda em Interlagos, Villeneuve também disse estar acostumado a hoje fazer as críticas que sofria nos tempos da F1. Afinal, segundo ele, nem sempre as críticas são negativas. "É OK, normalmente é bem respeitado porque críticas podem ser positivas se forem construtivas."

 
O que ele não abre mão ainda é da carreira de piloto. Depois de muito tempo longe deser um piloto titular em alguma categoria, Villeneuve começou a segunda temporada da F-E pela Venturi, mas logo deixou o time. Nada que o faça desistir. "A todo momento, cada segundo [ainda pensa em guiar]. Ainda está no meu coração e nos meus sonhos todos os dias, mas as oportunidades não estão lá, então você precisa seguir com sua vida."
MELHOR DE 2017

COM TÍTULO EM TEMPORADA DIFÍCIL, MÁRQUEZ É PILOTO DO ANO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube