F1

Villeneuve prevê Gasly com dificuldades em Red Bull que vira ‘Team Verstappen’ na temporada 2019

Para o campeão Jacques Villeneuve, Pierre Gasly tem como grande objetivo em 2019 competir de igual para igual com o novo companheiro Max Verstappen. O problema, de acordo com o canadense, é que a Red Bull passa a trabalhar voltada ao holandês

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
Pierre Gasly tem um carro de ponta em 2019, mas talvez esteja próximo de encarar outro tipo de problema na carreira: a falta de atenção de uma equipe. Essa é a análise de Jacques Villeneuve, campeão da Fórmula 1, que espera a Red Bull funcionando de acordo com as necessidades de Max Verstappen daqui em diante.
 
Verstappen, mesmo que ainda com 21 anos, parte para a quarta temporada na Red Bull. Com cinco vitórias, o holandês já é dono de currículo mais pesado que o de Pierre Gasly, que sobe para a escuderia de Milton Keynes após um bom ano de estreia pela Toro Rosso.
 
“Para o Gasly, o único objetivo é se comparar com o Verstappen. Isso vai ser difícil porque agora a Red Bull virou ‘Team Verstappen’”, avaliou Villeneuve, entrevistado pela publicação canadense ‘La Presse’. “Mesmo assim, acho que ele tem suas chances. Depende dele se destacar e chegar a esse nível, porque o paddock inteiro vai fazer julgamentos com base nisso, e ninguém espera que a dupla Red Bull-Honda já tenha sucesso”, seguiu, mostrando dúvidas sobre o potencial dos japoneses em 2019.
Pierre Gasly precisa lidar com Max Verstappen em 2019 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Gasly subiu para a Red Bull com a missão de substituir Daniel Ricciardo, que assinou com a Renault. O francês causou impressão negativa na pré-temporada ao causar dois acidentes e custar quilometragem ao RB15. Mesmo assim, o francês mantém a calma e foca no aprendizado.
 
"Não sinto pressão extra. Estou em meu segundo ano na Fórmula 1 e a experiência é o que te faz mais forte. Também tem que ter velocidade, mas há uma grande parte que se trata de entender o carro, adaptar o estilo de pilotagem e o trabalho dos engenheiros. Tentar aprender o mais rápido que posso”, comentou Gasly.