Williams faz história e confirma Susie Wolff em treinos livres dos GPs da Alemanha e da Inglaterra

Britânica será a primeira mulher a ocupar o cockpit de um carro de F1 em uma atividade oficial da categoria desde Giovanna Amati, que tentou – sem sucesso – se classificar para o GP do Brasil de 1992 pela Brabham. "Estou grata pelo apoio e pela confiança", afirmou


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A F1 reserva muitas novidades para seu público nesta temporada 2014 e causa expectativa em seus fãs desde antes mesmo do encerramento do campeonato passado. Agora, a ansiedade se tornou ainda maior. Longos 22 anos depois, a categoria voltará a ver uma mulher em ação na prática.

A Williams anunciou nesta segunda-feira (24) que Susie Wolff, pilota reserva da esquadra, participará do primeiro treino livre dos GPs da Inglaterra e da Alemanha. Mais: um dos oito dias de testes disponíveis durante o Mundial deste ano será entregue à britânica, que dividirá as funções de ‘test driver’ com Felipe Nasr.

Susie Wolff será primeira mulher na F1 em 22 anos (Foto: Getty Images)

“Estou grata pelo apoio e pela confiança que a Williams continua a depositar em mim em 2014, um ano que promete ser um marco importante em minha carreira”, afirmou Susie. “Minhas responsabilidades dentro da equipe aumentaram, culminando com a oportunidade de testar o carro em Silverstone e realizar testes aerodinâmicos em linha reta em 2013.”

Susie Wolff no teste dos novatos em Silverstone em 2013 (Foto: Getty Images)

“Participar de duas sessões livres com mais um dia inteiro de testes nesta temporada será um grande passo, e estou ansiosa pela oportunidade de ficar atrás do volante do FW36 em um fim de semana de GP”, comentou a pilota. “É um desafio e será uma grande chance para continuar ajudando a equipe”, explicou, empolgada.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Pat Symonds, diretor-técnico da Williams, também celebrou a novidade. “Susie se tornou uma integrante valorizada em nossa equipe. Em 2014, assumirá mais responsabilidades, enquanto buscamos dar um forte passo à frente em nosso desempenho”, afirmou.

“Ela tem demonstrado um talento natural para o desenvolvimento de um carro, fornecendo um ótimo feedback. Este tipo de característica será fundamental nesta temporada, com as equipes buscando entender rapidamente e melhorar os carros radicais de 2014."

A última vez em que uma mulher participou de uma atividade oficial de F1 foi em 1992, quando a italiana Giovanna Amati, da Brabham, tentou – sem sucesso – uma vaga no grid para o GP do Brasil daquele ano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube