Williams oficializa chegada de Lowe como chefe de departamento técnico e acionista com efeito imediato

Pilar dos anos vitoriosos da Mercedes, Paddy Lowe está de volta à Williams, equipe onde começou sua trajetória na F1. Com passagem também pela McLaren, o engenheiro queniano de nacionalidade britânica volta a Grove para desempenhar a função de chefe do departamento técnico, mas também como acionista da escuderia multicampeã do mundo

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Depois de fazer parte do esquadrão prateado da Mercedes e ajudar a equipe a dominar as últimas temporadas da F1 como diretor-técnico, Paddy Lowe está de volta à velha e primeira casa, a Williams. Aos 54 anos, engenheiro queniano de nacionalidade britânica deixou a Mercedes no começo de janeiro e, desde então, seu nome vinha sendo ligado à Williams, que confirmou sua chegada nesta quinta-feira (16). Lowe já começa a trabalhar desde já como chefe do departamento técnico do time de Grove. 

 
Lowe também terá participação na equipe como acionista, integrando o rol dos principais dirigentes do time ao lado de Claire Williams, chefe-adjunta, e de Mike O’Driscoll, diretor-executivo da empresa.
 
“Sempre tive um profundo respeito pela Williams, minha primeira equipe na F1. É uma enorme honra voltar e lidar a equipe, e ter a chance de me converter em acionista. Estou extremamente motivado para dar o máximo e contribuir para que a equipe volte a triunfar”, declarou o engenheiro.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Depois de uma passagem vitoriosa na Mercedes, Paddy Lowe está de volta à Williams (Foto: Mercedes)
“A visão para o futuro estabelecida pela administração da Williams é poderosa e me levou a participar de uma organização comprometida com a construção deste legado único e para chegar ao topo a F1 mais uma vez. Estou ansioso por esta fase empolgante da minha carreira e trabalhar ao lado de Claire, Mike e Nick Rose, presidente do conselho de administração, e com o restante desta grande equipe, especialmente com o próprio Frank Williams, um dos mais comprometidos competidores que eu conheço”, complementou.
Claire Williams deu as boas-vindas ao novo contratado e velho conhecido da equipe. “Estou muito feliz pela equipe estar recebendo Paddy de volta na função de chefe do departamento técnico. Ter alguém do calibre e conhecimento de engenharia de Paddy não é apenas um impulso moral para todos nós na Williams, mas sei que isso vai ser um grande suporte para os nossos esforços para devolver esta equipe de volta à ponta do grid. Nossas ambições na Williams são inabaláveis. Queremos vencer corridas e títulos, mas para fazer isso você precisa ter os melhores talentos”.
 
“Em Paddy nós acreditamos que temos isso, bem como um líder que vai conduzir essa mudança. É uma mudança de patamar para nós e, mais uma vez, isso nos deixa muito entusiasmados com o futuro desta equipe”, acrescentou a dirigente.
 
A primeira passagem de Lowe pela Williams foi muito vitoriosa. O engenheiro chegou à equipe no fim dos anos 80 e, no início da década de 1990 foi figura importante no desenvolvimento da revolucionária suspensão ativa, sistema importante para tornar o FW14 dominante e capaz de levar Nigel Mansell a um título tranquilo em 1992. 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Um ano depois do título de Mansell, Lowe deixou a Williams e fechou contrato com a McLaren, por onde esteve durante 20 anos. Em Woking, o britânico evoluiu com a equipe e, depois de exercer a chefia do departamento de pesquisa e desenvolvimento, se tornou diretor de engenharia e, em 2011, assumiu como diretor-técnico. Lowe também foi figura importante em períodos vitoriosos da McLaren no fim dos anos 1990 e também em 2008, quando Lewis Hamilton faturou o último título da equipe.

 
Em junho de 2013, Lowe se uniu à Mercedes e foi um dos cinco pilares da equipe nesses anos de domínio na F1 ao lado de Toto Wolff, Niki Lauda, Hamilton e Nico Rosberg. Com a saída de Lowe da escuderia prateada no começo deste ano, James Allison, ex-Ferrari, foi contratado para seu lugar.

PADDOCK GP #69 DEBATE ABERTURA DA INDY, TESTES DA F1 E MOTOGP E LEMBRA JOHN SURTEES

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube