Zandvoort nega problemas com pneus por inclinação na curva 13

Diretor do GP da Holanda, Jans Lemmers afirmou que os pneus, alvo de polêmica em Indianápolis em 2005, não devem ser problema para o retorno da prova em Zandvoort, que contará com uma inclinação de 18 graus na curva 13. Para ele, o circuito será desafiador aos pilotos.

O GP da Holanda retorna ao calendário da Fórmula 1 em 2020 no circuito de Zandvoort, que já chama atenção por uma peculiaridade no traçado. A curva 13, a final da pista, terá uma inclinação de 18 graus, o que é inexistente nas outras provas do campeonato.
 
A inclinação de 32% é duas vezes maior que a de Indianápolis, que sediou corridas da F1 entre 2000 e 2007. A mais famosa delas aconteceu em 2005, quando 14 carros boicotaram a prova por conta de problemas nos pneus Michelin, que não suportavam a pressão da curva.
 
Diretor-esportivo do GP da Holanda, Jans Lemmers afirmou que os pneus, hoje fornecidos pela Pirelli, não serão problema no dia 3 de maio de 2020, e explicou as diferenças das inclinações de Zandvoort e Indianápolis.
Zandvoort busca ser o palco do GP da Holanda de 2020 (Foto: Jarno Schurgers/Red Bull Content Pool)
"Eu não espero problemas com pneus, e existem dois motivos para isso. O primeiro é que a curva de Indianápolis é bem maior que a nossa. Então a pressão sobre os pneus era muito maior. E as curvas de Indianápolis tem uma inclinação linear. Aqui temos uma progressiva, quase parecida com uma de bobsled”, disse Lemmers ao site ‘GPfans.net’.
 
"Também falamos com a Pirelli desde o momento em que pensamos em criar uma curva com inclinação em Zandvoort. Falamos com eles diariamente e dando atualizações e informações que temos", continuou.
 
Zandvoort sediará uma corrida da F1 pela primeira vez desde 1985. Lammers valorizou as características da pista, que traz a inclinação de volta para a categoria e deve desafiar vários pilotos a se adaptarem com a novidade.
 
"Nenhum circuito moderno tem uma inclinação deste nível no design da pista. Maio de 2020 não marcará apenas a volta do GP da Holanda, mas também a volta de uma curva inclinada na F1, e isso torna mais especial. Os pilotos estão familiarizados com pistas normais, mas não uma que tem esta inclinação. Eles precisarão se adaptar e isso será interessante de se assistir", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube