Petecof revela reação após saída da F2 e diz: “Nunca pensei na chance de não correr”

Mesmo diante de um dos momentos mais difíceis da carreira, Gianluca Petecof garante: jamais cogitou a possibilidade de desistir. O que fica mesmo é o aprendizado ao se ver fora das pistas neste momento. O piloto ressaltou também o apoio dos fãs: “Agradeço muito a eles”

Valentino Rossi foi homenageado pela torcida e com uma enorme bandeira no Red Bull Ring (Vídeo: MotoGP)

Gianluca Petecof tem vivido um momento único em sua carreira nas pistas. Desde quando iniciou sua trajetória no kartismo, na época em que ainda era criança, o piloto, hoje com 18 anos, nunca se viu tanto tempo sem fazer uma corrida. Depois de anunciar que não seguiria na Fórmula 2 em razão da falta de patrocínios, o paulista sempre ressaltou que, mesmo diante do cenário incerto quanto ao futuro, desistir nunca foi uma opção.

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Gianluca, campeão da Fórmula Regional Europeia no ano passado e dono da pontuação necessária para obter a superlicença, documento que o habilita a correr na Fórmula 1, revelou como foi sua reação depois que saiu da reunião com a equipe Campos, na Espanha, ciente de que não seguiria para a etapa do Azerbaijão da Fórmula 2, marcando assim sua saída precoce do campeonato, com apenas seis corridas realizadas até então em 2021. “Nunca pensei na possibilidade de não correr mais e ponto”.

O piloto, que entre 2017 e 2020 foi membro da Academia da Ferrari, desde então pensa em como vai ser possível voltar a correr. E para isso, claro, é fundamental buscar o tão necessário combustível financeiro.

LEIA TAMBÉM
+ANÁLISE: Falta de grana interrompe trajetória promissora de Petecof. Mas ainda não é o fim

Gianluica Petecof avisou que desistir de correr nunca foi uma opção (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Sabia que, quando recebi a confirmação de que não continuaria o campeonato da Fórmula 2, meus olhos já viraram para fora da pista e buscar alguma maneira de voltar. Fórmula 2 ou não, até monopostos ou não, porque, como disse antes, meu objetivo principal é me tornar um profissional do automobilismo, e não são só os monopostos que me dão a oportunidade de atingir isso”, frisou.

O que fica, no fim das contas, é o aprendizado e a resiliência, que sempre vêm na esteira de tempos difíceis. “Sempre tem um dia para olhar para a frente e, no fim do dia, o que importa é o que tenho dentro de mim, de onde vim e tudo o que conquistei e que, de alguma maneira acharia um jeito de voltar à pista”.

Um dos fatores primordiais para Gianluca manter seu objetivo em mente e seguir na luta para voltar a correr é o apoio maciço que vem recebendo dos fãs em vários momentos distintos da carreira.

“Nos últimos meses pude sentir a onda de apoio, de suporte de todos os fãs nas redes sociais. No fim de dezembro, se não me engano, teve uma movimentação no Twitter que nos levou uma hashtag #PetecofnaF3, chegou a dar número 1 nos trending topics nacionais. E isso aconteceu de novo quando confirmei minha participação na Fórmula 2 e, de novo, quando saí do grid da F2 em 2021”, recordou.

“Isso conta muito. Não só pela visibilidade, mas também não é fácil, nem um pouco, fazer algo por tanto tempo, vencer um título importante há pouquíssimo tempo e se distanciar das pistas, por qualquer período. E ter esse apoio, ter essa força por trás significa muito. Agradeço muito a eles e espero que não pare nunca”, concluiu Gianluca Petecof.

ALONSO PROVA QUE IDADE NÃO É PROBLEMA NA FÓRMULA 1 | GP ÀS 10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar