Chefe da Mahindra vê “vitória épica” de D’Ambrosio em Marrakech e brinca que “é mais doce assim”

Dillbagh Gill, chefe da Mahindra, viu uma situação épica se desenrolar no fim do eP de Marrakech, quando António Félix da Costa e Alexander Sims bateram nas últimas voltas e entregaram a liderança para o piloto belga. No fim das contas, foi gostoso ganhar assim, segundo ele

O eP de Marrakech do último fim de semana teve um resultado bastante inesperado. Por duas vezes na corrida, os dois primeiros colocados bateram um no outro. No fim das contas, Jérôme D'Ambrosio foi premiado com uma liderança totalmente inesperada. Uma vitória épica, segundo o chefe da Mahindra.
 
D'Ambrosio largou na décima colocação e foi ganhando espaço com acidentes, abandonos e boas ultrapassagens, mesmo sem usar o modo de ataque. Quando estava em terceiro, viu uma batida entre a dupla da BMW e carregou o carro para a vitória.
 
Dillbagh Gill admitiu que a vitória apareceu quase que do nada, mas a Mahindra também perdeu provas assim no ano passado, sobretudo na Cidade do México, quando Felix Rosenqvist tinha tudo para abrir na liderança do campeonato.
 
"Caiu nas nossas mãos, sim, mas ano passado também tivemos algumas vitórias tiradas das nossas mãos. Você vive as coisas boas e ruins em medidas iguais, corridas são assim. Torna mais doce numa forma, porque éramos fortes, mas eu só estava pensando no quarto ou quinto lugar depois de onde partimos no grid", disse ao site 'E-Racing365'.
Jérôme D'Ambrosio (Foto: Michelin)

"Alejandro [Agag] estava parado atrás de mim e dizia que realmente esperava para a corrida não terminar com safety-car, enquanto eu dizia totalmente o oposto", brincou. "Foi um fim de prova épica para nós e uma vitória épica", afirmou.

 
Gill lembrou da estratégia de retardar o uso do modo de ataque e avaliou que ajudou na disputa pela vitória.
 
"A equipe conseguiu fazer as coisas muito bem e o ritmo de corrida foi bom, defendemos bem quando foi necessário. Jérôme consegue guiar uma prova forte na frente, mostrou isso no começo da carreira. É bom em manter outros carros atrás dele em momentos cruciais", seguiu.
 
D'Ambrosio tem 12 pontos na liderança do campeonato. O que, pelo ano passado, não anima muito o chefe da Mahindra.
 
"É muito cedo para prever, porque eu lembro do ano passado, quando saímos de Marrakech liderando o campeonato. Ainda é um pesadelo para mim, então eu espero que esse ano a gente não seja excluído quando a briga afunilar", encerrou.
 
O campeonato segue em duas semanas, no Chile.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube