Da Costa e Abt são punidos depois do fim da corrida, saem do top-10 e perdem pontos do eP de Mônaco

António Félix da Costa foi desclassificado por exceder o limite energético disponível do eP de Mônaco e Daniel Abt teve 33s adicionados ao tempo final dele na prova por causar uma colisão com com Oliver Turvey

O final do eP de Mônaco, como é comum na Fórmula E, não representou o fim das ações envolvendo a corrida. A dupla António Félix da Costa e Daniel Abt foram punidos por incidentes de corrida e acabaram perdendo seus respectivos lugares no top-10 da prova em Monte Carlo.

 
O piloto português terminou no sexto posto, mas foi desclassificado da prova após a inspeção concluir que ele passou do máximo de 200 kw de energia utilizados. O boletim divulgado pela FIA disse que "a máxima potência total marcada foi de 228 kw nas voltas 50 e 51".
 
A explicação da BMW para Da Costa superar a potência permitida foi um toque com Mitch Evans na parte final da corrida. O impacto fez com que a mão do português mudasse o modo do motor.
António Félix da Costa (Foto: BMW)

"Dá para ver as informações claramente. Há uma rápida mudança na coluna de direção e no mesmo incidente você a mudança da posição. Quando a gente percebeu o que tinha acontecido, ele já tinha saído da pista e foi colocado sob investigação", afirmou o chefe Roger Griffiths.

 
Abt recebeu um drive-through de punição que foi convertido em 33s adicionados ao tempo final da corrida por conta de uma colisão que causou o abandono de Oliver Turvey. O alemão terminou na oitava colocação apesar do dana na asa dianteira do carro da Audi no momento do toque. 
 
As punições fizeram com que Evans pulasse para o sexto lugar, André Lotterer subisse para o sétimo posto e Alex Lynn, Stoffel Vandoorne e José María López fossem aos pontos. Com os seis pontos em vez de apenas dois, Lotterer chega a Berlim dois pontos atrás do companheiro Jean-Éric Vergne, que tem 87

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar