Rowland admite decepção com perda do 1º lugar em Diriyah: “Poderíamos ter controlado”

Oliver Rowland saiu de Diriyah feliz com a clara evolução da Nissan, mas admitiu que a perda do primeiro lugar logo na largada deixou também uma sensação de decepção após a corrida

Logo em sua terceira corrida no retorno à Nissan depois de dois anos difíceis na Fórmula E, Oliver Rowland voltou ao pódio da categoria com o terceiro lugar no eP de Diriyah 2, no último fim de semana. Mais que isso, o britânico conquistou a pole para a disputa e provou que o trem de força japonês segue como uma força a ser considerada na sessão que define o grid de largada.

A posição de honra, porém, foi perdida logo que a corrida começou, já que Robin Frijns saltou melhor e tomou a liderança na curva 1. Rowland admitiu a decepção com a perda do primeiro lugar, já que se sentia em condições de vencer, mas disse que a Nissan precisa deixar a Arábia Saudita com a confiança em alta.

“Estou um pouco decepcionado, para ser honesto, por causa da largada”, admitiu Rowland. “Poderíamos ter controlado a corrida se tivéssemos um início melhor, mas temos de tirar confiança dessa corrida”, disse.

“O ritmo de classificação foi incrível, e a corrida foi boa. Então, fico muito feliz”, frisou. “A equipe precisa tirar confiança disso. Acho que o melhor foi termos entendido o que aconteceu ao longo da noite. Isso deixa as coisas positivas para o futuro”, pontuou.

Frijns largou melhor e tomou a ponta logo na primeira curva em Diriyah (Foto: Fórmula E)

Na temporada passada, Rowland conviveu com os muitos problemas do trem de força Mahindra e nem completou o campeonato, deixando o time indiano logo após o eP de Mônaco. De volta à Nissan para 2024, o inglês admitiu que chegou a duvidar do próprio potencial depois de dois anos difíceis. O rendimento na segunda corrida de Diriyah, porém, voltou a colocar as coisas no lugar.

“[Foi um alívio] gigante. Honestamente, quando você tem anos difíceis como os últimos, você começa a duvidar de muitas coisas. Eu estava bastante emotivo depois da classificação, porque você reconhece que consegue fazer as coisas de novo. É um bom sentimento”, revelou.

O pódio de Rowland na corrida 2 não foi o único destaque positivo do trem de força Nissan no fim de semana, já que três dos quatro carros empurrados pelo motor japonês terminaram no top-10: Sacha Fenestraz, companheiro de Oliver, foi o sexto, enquanto Jake Hughes, da cliente McLaren, foi o quarto. A exceção ficou por conta de Sam Bird, que fazia boa corrida até abandonar com um furo no pneu, mas que também conseguiu o quarto lugar na primeira prova da rodada dupla.

Rowland e Fenestraz tiveram bom desempenho na segunda corrida de Diriyah (Foto: Fórmula E)

A Nissan já se provava como uma candidata de respeito nas classificações em 2023, mas Rowland vê a equipe em franca evolução e acredita que é possível sonhar com uma vitória também nas corridas. Segundo ele, daria até para pensar em manter o primeiro lugar em Diriyah, mas a largada ruim fez com que a equipe focasse em garantir o pódio.

“Com certeza, há progresso”, elogiou. “Ainda não estamos no mesmo estágio dos outros, digamos, os melhores. Mas acho que, se continuarmos nesse ritmo em volta lançada, podemos nos segurar lá durante a corrida. Já conseguimos um pódio, então, o próximo passo é tentar vencer uma corrida”, destacou.

“Acho que poderia ter feito isso se tivesse uma largada melhor. A sexta-feira não foi muito boa. Mas, honestamente, fui um dos mais rápidos na pré-temporada e também no México. Acho que vocês nos verão bastante lá na frente nas classificações. É apenas sobre continuar trabalhando nas corridas. Mas sabemos que há muita coisa vindo para o ano que vem”, finalizou.

Rowland admitiu que perdeu confiança após dois anos difíceis (Foto: Fórmula E)

O fim de semana positivo somou os primeiros 26 pontos da Nissan no Mundial de Equipes da Fórmula E, o que levou o time japonês ao sétimo lugar da classificação. A McLaren aparece logo acima, com 30, e a Jaguar lidera com 78. No de Pilotos, Rowland entrou no top-10 e é o nono, com 18, empatado com Sébastien Buemi e Hughes.

Fórmula E retorna agora entre os dias 15 e 16 de março, com o eP de São Paulo, que terá cobertura ‘in loco‘ do GRANDE PRÊMIO. O GP é emissora oficial da Fórmula E no Brasil e transmite todas as atividades de pista AO VIVO e COM IMAGENS no YouTube e no Kwai.

Compre aqui os ingressos do eP de São Paulo 2024 da Fórmula E com o cupom GRANDEPREMIO10.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Assista à corrida completa do eP de Diriyah 2

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Formula E direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.