Andretti reclama após batida que custou premiação em St. Pete: “Levei um Sato”

Marco Andretti ficou muito próximo de um top-5 em São Petersburgo, mas se envolveu em acidente com Takuma Sato, que recebeu as críticas

Marco Andretti saiu bastante frustrado do GP de St. Pete. O piloto fazia a melhor corrida da temporada até ser atingido por Takuma Sato em uma das relargadas. Na barreira de pneus, o piloto do carro #98 foi forçado a abandonar.

A batida deste domingo custou caro ao piloto. O #98 de Andretti era um dos três carros que brigava pelas últimas duas vagas do “Leader’s Circle”, o pagamento de US$ 1 milhão dado aos 22 melhores carros da temporada. Em alguns casos, o valor bônus da Indy pode representar até 20% do orçamento de cada bólido durante uma temporada.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Takuma Sato foi alvo de críticas neste domingo (Foto: Indycar)

Nas redes sociais, Andretti mostrou irritação com a postura de Sato, que tocou o piloto ao tentar ultrapassar Jack Harvey. Marco classificou a atitude como uma “Satada”, remetendo a outras confusões que o japonês causou.

“Dei absolutamente tudo hoje. Estávamos próximos da quarta posição e levei um Sato”, afirmou o piloto no Twitter.

Sage Karam, piloto da DRR, também não poupou críticas ao japonês na hora de responder Andretti. “Estive nesta situação. Esse cara nunca muda”, declarou.

Pole das 500 Milhas de Indianápolis, Marco Andretti finalizou a temporada em 20º lugar, com 176 pontos. O #14 da Foyt, guiado por Sébastien Bourdais, e o #20 da Carpenter, guiado por Conor Daly, completaram o Leader’s Circle.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube