Herta valoriza primeiro final de semana na F1 com McLaren em Miami: “Aprendi muito”

Colton Herta participou do final de semana da Fórmula 1 em Miami com a McLaren e se surpreendeu com a semelhança da operação da equipe britânica com o funcionamento de um time na Indy

POR QUE COLTON HERTA NÃO ENGRENOU NA INDY EM 2022?

O americano Colton Herta teve sua primeira experiência como membro de uma equipe de Fórmula 1 no último final de semana em Miami. Anunciado como piloto de testes e desenvolvimento da McLaren no início do ano, Herta passou bastante tempo com os funcionários da equipe britânica, e, por mais que desejasse ir para a pista, valorizou o aprendizado.

“Foi muito divertido, mas é sempre a pior sensação do mundo para um piloto ir para uma pista e não poder pilotar. Obviamente, com os laços com a McLaren, pude ver muito mais e nunca tive essa oportunidade em que realmente podia ver tudo, todos os dados dos pilotos, ver os traços e como eles fazer coisas. Então foi muito interessante. Eu aprendi muito”, afirmou Colton.

Acostumado a trabalhar em uma equipe com quatro pilotos na Andrreti, o jovem de 22 anos se surpreendeu com as semelhanças na forma de operar dos times, mesmo com as grandes diferenças de ajustes possíveis entre um carro da Fórmula 1 e da Indy.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Colton Herta é uma das jovens estrelas da Indy (Foto: Indycar)

“Isso para mim foi a coisa mais surpreendente: o que eles fazem é o mesmo que nós. Não havia nada que eles fizessem que fosse realmente diferente de como fazemos as coisas, exceto que eles têm muito mais pessoas porque têm muito mais coisas para se preocupar do que nós”, explicou Herta.

“Os carros deles têm tantas coisas diferentes que você pode mudar, tantos sensores e computadores para cuidar, enquanto a maioria dessas coisas são regulamentadas em nossos carros. Mas, operacionalmente, quando a equipe se reúne após uma sessão, é surpreendente como é semelhante. Todo mundo estava muito aberto comigo e explicaram muitas coisas boas. Foi sensacional poder ver como tudo funciona”, valorizou o americano.

Como piloto de testes e desenvolvimento da McLaren, Colton deverá participar de uma sessão de treinos livres com a equipe britância ao longo da temporada. O americano aproveitou o final de semana para rever velhos conhecidos e fazer novas conexões, e chegou a ser elogiado por Lando Norris como “estrela da Indy”.

“Eu acabei tendo contato com muitas pessoas na verdade. Dentre os pilotos, conheci Daniel Ricciardo, realmente extrovertido, um cara adorável. Obviamente, conversei bastante com o Lando [Norris]. Eu não o via há muito tempo. Falei com o Mike Krack [chefe da Aston Martin], que eu conheço do nosso tempo na BMW, então foi bom vê-lo. Falei com o [Sebastian] Vettel, que eu conheço da Corrida dos Campeões. Foi bom poder ver todo mundo”, disse Colton.

Herta volta às pistas neste sábado, no dia 14 de maio, para o GP de Indianápolis 1, que acontece no circuito misto do Brickyard.

MCLAREN OU ANDRETTI? É HORA DE ROSSI ANALISAR FUTURO PELA INDY
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar