Indy

Em Indianápolis, Dixon e Power realizam primeiro teste de pista do aeroscreen

Após meses de espera, a Indy realizou o primeiro teste de pista com o aeroscreen, que se torna obrigatório a partir de 2020. Na pista do Speedway, Will Power e Scott Dixon guiaram seus carros, naturalmente operados por Penske e Ganassi, respectivamente

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
O aeroscreen apareceu nas pistas, enfim. Nesta quarta-feira (2), Ganassi e Penske tomaram o traçado do Indianapolis Motor Speedway para a primeira sessão de testes do novo protetor de cockpit da Indy. Nos volantes das duas tradicionais equipes, os campeões Scott Dixon e Will Power.
 
O plano da categoria e das equipes era fazer com que os pilotos andassem em altíssima velocidade do oval mais tradicional dos monopostos norte-americano. Desta forma, poderiam avaliar como atua o reflexo, a visibilidade e a distorção da luz uma vez espelhadas no aeroscreen e na estrutura de titânio que sustenta a proteção.
 
A referida estrutura de titânio é presa na área central do chassi onde está a base do santantônio, já obrigatório em todos os carros.
Ganassi, Scott Dixon, Penske e Will Power (Foto: Indy)
Foi apenas a sessão inicial, mas os testes continuam na próxima segunda-feira, em Barber, no Alabama, onde irão testar Simon Pagenaud e Ryan Hunter-Reay - outros dois campeões. No dia 15 de outubro, em Richmond, Dixon volta a testar, agora com o atual campeão Josef Newgarden ao lado. A pista de Richmond, importante lembrar, volta ao calendário da Indy na temporada 2020. Sebring recebe o último teste marcado até o momento, no dia 5 de novembro, mas ainda sem pilotos confirmados. 
 
O aeroscreen, criado e desenvolvido em parceria com a Red Bull, está confirmado como obrigatório para todos os carros a partir da temporada 2020. É a solução que a Indy encontrou para aumentar a proteção ao cockpit, uma vez que rejeitou o halo, escolha feita pela Fórmula 1 e os monopostos europeus de forma geral.
 
Com a temporada 2019 já encerrada, agora a categoria pode olhar somente para o ano que vem. A expectativa das equipes é que a proteção afete a configuração dos carros da categoria, já que irá aumentar substancialmente o peso do bólido, especialmente na parte da frente. 


 
Paddockast #35
NARRAÇÕES INESQUECÍVEIS E UM CURIOSO CASO DE AMOR


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.