Ericsson rasga elogios e diz que “as corridas de verdade” estão na Indy e não na F1

Marcus Ericsson retornou ao cockpit de um Fórmula 1 na última semana em um teste na Pirelli. Correndo na Indy de forma integral, sueco rasgou elogios para a categoria norte-americana, que retorna no próximo dia 15, em Toronto

Após cinco temporadas na Fórmula 1 e em seu primeiro ano na Indy, Marcus Ericsson rasgou elogios para a categoria norte-americana. No último fim de semana, o sueco foi ao cockpit da Alfa Romeo para um teste de pneus com a Pirelli, e fez comparações entre os carros.
 
Ericsson comentou que as corridas da Indy são “de verdade”, especialmente por conta da alta turbulência dos carros da Fórmula 1, que sempre recebem críticas.
 
"Estas são as corridas de verdade. Pilotar atrás de outro carro é um milhão de vezes mais fácil do que na Fórmula 1", disse em entrevista à revista alemã ‘Auto Motor und Sport’.
Marcus Ericsson (Foto: IndyCar)
"Você só sente falta da performance na Fórmula 1 quando pilota sozinho. Eles têm muito mais potência e downforce", completou Ericsson, que é o 15º na classificação da Indy, e com um segundo lugar em Detroit como melhor resultado.
 
O sueco também falou sobre as melhorias que podem acontecer na Fórmula 1, especialmente em relação aos pneus, que estão recebendo fortes críticas das equipes recentemente.
 
"Eles têm o meu feedback pelo que fiz no passado, então eles ainda estão interessados na minha opinião sobre como o carro se comporta e o que pode ser melhorado", concluiu.

A próxima etapa da Indy acontece no dia 15 de julho, em Toronto, Canadá.

Paddockast #23
Lágimas em Le Mans

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube