Hanley tem problemas eletrônicos e atrasa fim do programa de orientação da Indy 500

Ben Hanley já perdeu o primeiro dia de treinos em Indianápolis e deve ficar do segundo por problemas eletrônicos. É o pior início possível para a modesta DragonSpeed

O início das atividades nas 500 Milhas de Indianápolis de 2020 foi bem complicado para Ben Hanley. O carro #81 da DragonSpeed apresentou problemas eletrônicos e, assim, o inglês nem conseguiu marcar tempo na quarta-feira (12). E deve perder o segundo dia de treinos livres também.

A situação piora porque Hanley precisa ainda completar o programa de orientação de novatos e de pilotos que voltam apenas na Indy 500, como é o caso dele. A organização até tentou que Ben fizesse o programa no final do primeiro dia, mas o #81 apenas deu voltas de instalação.

Ben Hanley teve problemas no início da Indy 500 2020 (Foto: IndyCar)

A tendência é que Hanley complete suas voltas e atinja as velocidades necessárias no final da quinta-feira (14), após o término do TL2, que está em andamento até 18h30 (em Brasília). Resta saber se a equipe vai estar pronta.

Não é, nem de longe, o primeiro problema da DragonSpeed na Indy. Apesar de uma classificação histórica em 2019, eliminado nomes como o de Fernando Alonso, a equipe teve problemas na corrida e Hanley acabou apenas em 32º, abandonando.

Além disso, a DragonSpeed tem tentado, desde o início de 2019, participar da temporada completa da Indy, mas sem sucesso. Desde então, contando a Indy 500 do ano passado, foram apenas três corridas disputadas e nenhum resultado melhor que o 18º lugar em St. Pete, ainda em 2019.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube