Indy

Howard ressurge e firma acordo para guiar terceiro carro da Schmidt Peterson nas 500 Milhas de Indianápolis

Jay Howard está de volta ao grid da Indy. Longe da categoria desde 2011, o britânico vai guiar o terceiro carro da Schmidt Peterson nas 500 Milhas de Indianápolis de 2017
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 James Hinchcliffe (Foto: IndyCar)
 

Quem imaginava ver Jay Howard voltando ao grid da Indy em 2017? Pois é, o veterano britânico assinou com a Schmidt Peterson e vai guiar o terceiro carro da equipe nas 500 Milhas de Indianápolis, em sua primeira corrida pela categoria desde 2011.
 
O piloto de 36 anos mostrou-se muito empolgado com a chance que voltou a receber depois de tantos anos.
 
"Eu nem sei como começar a dizer o quão honrado eu estou por receber essa oportunidade. Vou lutar muito para buscar um bom resultado para o Tony e a Schmidt Peterson, garanto que estou no melhor da minha forma física e mental. Estarei mais do que pronto em maio", disse.
 
Em duas participações no evento mais tradicional do automobilismo americano, Howard pouco fez. Em 2010, sequer conseguiu se classificar pela equipe de Sarah Fisher. Em 2011, chegou em 30º com a Schmidt.
Jay Howard vai disputar novamente a Indy 500 (Foto: Getty Images)
Howard estará na Indy 500 em um carro que será posto na pista graças a uma colaboração que inclui o ex-piloto Tony Stewart, campeão tanto da Indy quanto da Nascar.
 
O carro 'Team One Cure' leva o nome da iniciativa One Cure, criada pelo Flint Animal Cancer Center (FACC) da Universidade do Colorado para trabalhar na pesquisa de combate ao câncer sobre o princípio de que a doença atinge todos os seres vivos - o trabalho é feito para pessoas e animais. O objetivo da One Cure é aumentar o conhecimento do FACC e parceiros da oncologia comparativa. 
 
Para conseguir financiar o projeto, porém, a iniciativa terá a ajuda de Stewart - dono ele mesmo de uma fundação, a Tony Stewart Foundation, que trabalha com crianças em estado de necessidade. A junção das forças coloca no grid um carro que será operado pela equipe de Sam Schmidt.
 
O veterano, campeão da Lights em 2006, está afastado da categoria desde o final de 2011, quando participou da etapa decisiva em Las Vegas, que acabou cancelada em decorrência do acidente que tirou a vida de Dan Wheldon.

PADDOCK GP #67 RECEBE OZZ NEGRI E DEBATE TESTES DA F1 EM BARCELONA