Indy

Indy ignora reclamações e mantém sistema de pontuação dobrada para 500 Milhas de Indianápolis e Sonoma

Apesar das polêmicas, especialmente as reclamações de Juan Pablo Montoya após perder o título para Scott Dixon em Sonoma, a Indy resolveu manter as pontuações duplas da mesma forma que em 2015 - na Indy 500 e Sonoma. Algumas outras mudanças dizem respeito aos pesos dos carros e kit aerodinâmicos nos ovais menores e nos superovais

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
Véspera de Natal, e a Indy solta, como já costumeiro, atualizações no livro de regras para a temporada do ano que vem. Para 2016, apesar de toda a polêmica e as críticas de Juan Pablo Montoya neste ano, a Indy vai seguir adotando o sistema de pontuação dobrada em duas corridas da temporada - as mesmas duas: as 500 Milhas de Indianápolis e o final da temporada, no oval de Sonoma. 
 
As atualizações foram informadas em comunicado oficial. Havia uma dúvida sobre se a Indy manteria os pontos duplos neste ano. Em 2014, três corridas estiveram no sistema; para 2015, apenas Indy 500 e o final do calendário. Desta vez, a organização decidiu por manter o formato. Assim, o vencedor destas duas provas levam 100 pontos na classificação. Quem se der melhor no pole-day da Indy 500 vai embolsar 42 tentos.
 
"Novamente, a Indy 500 e a corrida final da temporada, em Sonoma, terão sistema de pontuação dobrada. Quem vencer a prova, fica com 100 tentos contra 80 do segundo colocado e assim até que o 33º fique com dez. O sistema de pontos da classificação da Indy 500 será dada com base no último dia. O pole-position recebe 42 pontos, o segundo colocado ganha 40, até que o 33º classificado fica com um ponto", disse o comunicado oficial.
Algumas mudanças para 2016 (Foto: AP)
Outras mudanças vieram nas especificações com relação aos kits aerodinâmicos em alguns ovais. Phoenix, que volta ao calendário depois de 11 anos, vai ter a mesma especificação que Iowa. Enquanto isso, Indianápolis e Pocono recebem a mesma configuração que o Texas no ano passado. 
 
"Phoenix vai ter a mesma especificação que Iowa; Indianápolis e Pocono terão a mesma configuração aerodinâmica que em 2015 com a adição de uma proteção nas asas traseiras que foram implementadas no Texas, assim como placas e abas móveis; No Texas, além das placas e abas móveis na asa traseira também terá um aumento no downforce disponível; Iowa terá uma diminuição no downforce disponível por conta de uma redução no ângulo da asa traseira", seguiu.
 
Na Indy 500, também uma mudança com relação à classificação.
 
"Sob as regulações atualizadas o grid provisório de 33 carros para a 100ª edição das 500 Milhas de Indianápolis será acertado no primeiro dia de classificação no IMS em 21 de maio. O segundo dia de classificação, marcado para 22 de maio, vai definir os 33 pilotos do grid", falou o comunicado.
 
Entre outras mudanças anunciadas, estão testes para novatos na Indy 500, aumento do peso mínimo para acomodar melhoras de segurança e aumento da velocidade permitida no pit-lane dos ovais.
Sonoma segue com pontos duplos (Foto: IndyCar)
Outras mudanças
 
"O teste de orientação para novatos à frente da Indy 500 mudou para três fases: dez voltas entre 335 km/h a 346 km/h; 15 voltas entre 346 km/h e 354 km/h; e 15 voltas acima de 354km/h. Cada fase com um aumento de 8km/h em relação a 2015;
 
Aumento do turbo para os motores V6 biturbo 2.2 L de Chevrolet e Honda quando o push-to-pass for acionado em circuitos mistos e de rua: de 160 para 165 kPa, aumentando em cerca de 20 cv;
 
Ambas as montadoras utilizarão combustível Sunoca E85R em 2016, com a retirada de um aditivo (o HiTEC 6590) antes permitido para a Chevrolet;
 
O peso mínimo foi aumentado para acomodar melhoras de segurança, incluindo o corpo de trabalho adicional do Sistema de Gerenciamento de Energia na Suspensão nas Rodas/Asa (SWEMS). O carro vai aumentar em 4,5 kg para 730 kg nos ovais e mistos curtos e 716 kg em superovais;
 
O limite de velocidade nos pits em todos os ovais será de 80 km/h, outra iniciativa de segurança da organização;
 
Um esclarecimento da regra estipula que todos os carros usando o kit aerodinâmico da Honda devem incluir a linha de centro de vime no chassi. Carros com kits de Chevrolet ou Dallara não devem incluir a linha;
 
Durante finais de semana de corrida, os times são permitidos a levar um jogo de pneus do promoter day para a próxima sessão de treinos, mas devem devolver o jogo depois deste sessão".
 
A temporada 2016 está marcada para começar em 16 de março em St. Petersburgo.


PADDOCK GP EDIÇÃO #11: ASSISTA JÁ