Indy negocia com canais Disney transmissão da temporada 2022 em TV fechada e streaming

A Indy negocia para ser exibida também pelos canais Disney, na TV fechada, e pelo serviço de streaming Star+, em 2022, pode confirmar o GRANDE PRÊMIO. Assim, a categoria ganharia mais duas opções de transmissão além da TV Cultura

A Indy pode ganhar novas opções de transmissão na TV fechada e no streaming. O GRANDE PRÊMIO pode confimar que a categoria tem negociações avançadas com os canais Disney para exibição nas duas plataformas. A informação inicial foi dada pelo Blog do Flavio Ricco, do portal R7.

Pelos lados do canais Disney, o acordo é dado como “praticamente” fechado, apurou o GRANDE PRÊMIO. Já o Image Group, detentor dos direitos de transmissão da categoria, ainda tem à mesa uma proposta do grupo Lauman, que comprou o FOX Sports no México e pretende investir cada vez mais na Indy pelo desempenho de Patricio O’Ward, também soube o GP. A situação tende a ser definida em meados de novembro.

De todo modo, qualquer que seja o cenário que a detentora de direitos opte, o acordo envolverá a América Latina toda, algo que não acontecia anteriormente, quando o Brasil negociava individualmente.

Após muitos anos de Band com os direitos de transmissão e os últimos deles com a Indy relegada à TV fechada, no BandSports, a categoria voltou à TV aberta pelas mãos da TV Cultura, que também passou o campeonato de 2021 da Fórmula E. Agora, pode reencontra TV Fechada e streaming, por onde passou com o DAZN, em paralelo à Band no fim do ciclo.

A Indy pode passar também no Star+ em 2022 (Foto: IndyCar)

O único brasileiro confirmado no grid até aqui é Helio Castroneves, que volta a correr em tempo integral, mas pela Meyer Shank, equipe pela qual debutou em algumas provas em 2021 e venceu as 500 Milhas de Indianápolis. Álex Palou foi o campeão da última temporada, em seu primeiro ano de Ganassi.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A história da Indy na TV brasileira

A Band foi a primeira emissora do Brasil a transmitir a Indy em TV aberta, ainda nos anos 1980, impulsionada pela ascensão de Emerson Fittipaldi na categoria. Tendo em Luciano do Valle a sua principal voz, o canal paulistano ajudou o campeonato a ganhar popularidade por aqui. Foi então que, no início dos anos 1990, encerrou-se o primeiro ciclo da Band com a Indy.

O campeonato passou, então, a ser exibido pela extinta TV Manchete, entre 1993 e 1994, antes de ter os direitos adquiridos pelo SBT a partir da temporada seguinte. 1995 foi o último ano da Indy antes da cisão entre CART e IRL, que ficou com a principal corrida do calendário, as 500 Milhas de Indianápolis, mas sem os principais pilotos, que seguiram com a CART. A Band, então, passou a ser a emissora oficial a exibir as corridas da IRL, enquanto o SBT ficou com a divisão mais famosa.

ÁLEX PALOU; INDY; CAMPEÃO; CAMPEÃO 2021;
Álex Palou foi o grande campeão da Indy em 2021 (Foto: IndyCar)

Desde então, a emissora do Morumbi seguiu como uma espécie de sinônimo da Indy no Brasil. A Band sofreu grande perda em 2014, quando Luciano do Valle morreu, vítima de infarto. Téo José, que já narrava para o canal, assumiu o posto de #1, se mantendo por ali até o começo de 2018, quando deixou a emissora.

A partir de então, as transmissões da Band e do BandSports foram lideradas por Eduardo Vaz ou Celso Miranda na narração, com os comentários de Felipe Giaffone. Mas o comentarista deixou o grupo para assumir a função na Globo, sendo confirmado, no fim de 2019, como o substituto de Reginaldo Leme.

Foi também em 2019 que o serviço de streaming DAZN iniciou as exibições da Indy no Brasil. O DAZN e a Band transmitiram juntos as temporadas de 2019 e 2020.

Em 2021, mais uma vez em cima do laço, a categoria surpreendeu ao assinar com a TV Cultura, seguindo na TV aberta, mas em nova casa, que, aliás, se mantém em 2022. Em geral, a emissora se manteve na quinta colocação na audiência durante as provas, com Geferson Kern e Rodrigo Mattar nas transmissões.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar