Kirkwood lamenta “azar” no Texas, mas valoriza trabalho da Foyt: “Carro estava ótimo”

Kyle Kirkwood terminou o GP do Texas mais cedo do que gostaria ao bater no muro quando tentava ultrapassar Devlin DeFrancesco, mas mesmo assim elogiou o trabalho da equipe com o carro #14

Kyle Kirkwood tentou ultrapassar Devlin DeFrancesco por fora e acabou perdendo o controle do carro e batendo forte (Vídeo: Indy)

O GP do Texas terminou mais cedo para Kyle Kirkwood do que seria o ideal. O atual campeão da Indy Lights foi ao muro ao tentar fazer uma ultrapassagem sobre o canadense Devlin DeFrancesco. O americano vinha fazendo boa prova e liderava o pelotão que havia optado por parar durante a primeira bandeira amarela. Mesmo após o incidente, Kirkwood preferiu destacar o lado positivo das coisas: a melhora do carro #14 da Foyt.

O acidente com DeFrancesco aconteceu na volta 115. Kyle tentou uma ultrapassagem por fora na curva três, mas o canadense acabou se movimentando um pouco para cima e obrigou o piloto da Foyt a ir para a área com asfalto PJ1, que tem menos aderência. Kirkwood perdeu o controle do carro e bateu forte de traseira no muro.

“Infelizmente nossa corrida se encerrou cedo demais. Consegui algumas ultrapassagens e escalamos o pelotão do final do grid para perto do top-10. Chegamos até a liderar algumas voltas quando os outros pararam. Então, estou muito feliz com o time, o carro #14 estava ótimo”, elogiou após a prova.

“Infelizmente fui pego pelo asfalto na parte de cima da curva. Estava tendo uma batalha dura com Devlin durante uma relargada e fiquei sem espaço. Quando você anda no PJ1, o carro imediatamente desliza e foi isso que nos pegou hoje”, explicou o atual campeão da Indy Lights.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Kyle Kirkwood perdeu controle ao tentar ultrapassar Devlin DeFrancesco e acabou batendo forte no muro (Foto: Reprodução Indy)

“Foi um grande azar, mas estou muito feliz com nosso desempenho. Todos sabíamos que estávamos bem e no meio da briga nesta corrida. Vamos carregar esse momento – não pela batida -, mas de quão boa era nossa performance para Long Beach”, disse o motivado Kirkwood.

A Foyt não vinha tendo um bom final de semana. Seus três pilotos se classificaram em 22º, 23º e 26º em um grid com 27 carros. Mas a equipe achou o acerto para a corrida no último treino livre e foi mais competitiva na corrida. Esta também foi a percepção de J.R. Hildebrand, que divide o carro #11 com Tatiana Calderón em 2022.

“Foi um dia de luta para nós. Não tivemos uma boa classificação, mas conseguimos resolver alguns problemas depois no treino livre final. Fomos inconsistentes para fazer os ajustes no carro, mas [na corrida] estava ótimo, competitivo e fomos capazes de economizar combustível. O carro estava cooperando. Para além disso, tentamos aproveitar as oportunidades, fazer ultrapassagens quando possível e poupar recursos. Conseguimos fazer isso e terminamos com um resultado sólido considerando onde começamos a corrida”, disse Hildebrand, que terminou a prova na 14ª colocação.

Josef Newgarden venceu o GP do Texas após ultrapassar o companheiro de equipe Scott McLaughlin na última curva. A Indy retorna agora no dia 10 de abril, para o GP de Long Beach, nas ruas da Califórnia.

O’WARD DEVE ESQUECER FÓRMULA 1 E PENSAR NO TÍTULO DA INDY
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar