No meio do pelotão, Kanaan combina ajuda com rival Montoya para ganhar terreno na Indy 500 da molecada

Para superar a dificuldade de ultrapassagem e os jovens que largam à frente, Tony Kanaan, da Ganassi, chamou Juan Pablo Montoya, concorrente da Penske, para um breve acordo na Indy 500. O brasileiro prevê uma prova "bem misturada"

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A Indy 500 #100 vai verter emoções do início ao fim. Muito disso se deve ao fato de os veteranos de guerra das pistas estarem em posições intermediárias na largada. Helio Castroneves, por exemplo, fecha a terceira fila; Scott Dixon, Tony Kanaan e Juan Pablo Montoya vêm mais atrás. E lá frente, o pole James Hinchcliffe, o segundo colocado Josef Newgarden, o quinto Carlos Muñoz e o sétimo Mikhail Aleshin têm carros de sobra, mas juventude e pouca experiência. 

 
“Ainda bem que a gente tem a nossa galera – o grupo de experiência – todo junto”, declarou Kanaan ao GRANDE PRÊMIO. Mas isso vai fazer com que seu bote costumeiro seja minimizado. “Vai ser difícil de largar bem como nos outros anos porque ninguém deles larga mal.” 
 
Da Ganassi, Kanaan revelou que chegou a combinar com um rival da Penske um apoio. “Eu e o Montoya já falamos um pouco, ‘vamos nos ajudar e ir pra frente juntos’, mas não dá para conversar com todo mundo”, lamentou. 
Tony Kanaan (Foto: IndyCar)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Houve uma única reunião na tarde de sexta-feira entre os 33 pilotos, mas Tony disse que passou longe de se falar em cuidado para que se evitem acidentes. “Tem sempre um estúpido que vai querer estragar”, disse. “E eu prefiro abandonar a corrida por problemas meus do que ter de sair por inexperiência ou erro dos outros.”

 
O brasileiro avaliou que o grid deste ano “está muito mais competitivo”. No ano passado, havia 17 carros Chevrolet brigando, hoje tem o grid inteiro – 17 que, você tira lá, sobravam nove. Hoje, é difícil fazer uma análise… nos últimos 15 anos, eu sempre via dois ou três que achavam que estavam no páreo; hoje, não. Porque tem nego bom pra caramba com carro não tão bom e nego não tão bom com carro bom pra caramba”, falou.
 
Então todo mundo tem chance de vencer a corrida deste domingo (27)? Não é bem assim. “OK, tem lá o Buddy Lazier, coitado, que não vai – se ganhar, acabou, né?… A Pippa (Mann) está com um puta carro – foi quinta colocada no último treino livre. E o resto está bem misturado.”
 
Tony arriscou como deve se desenvolver a prova. “Eu acho que o cara ainda não vai querer liderar, mas sempre tem alguém que vai ter – em 2013, não queriam e eu fui”, lembrou o piloto sobre o ano em que ganhou. “É melhor andar lá na frente sem ninguém do que no meio. E está um pouco mais difícil de passar, então tem um meio termo aí: se está mais difícil e estiver em primeiro, a tendência é ficar lá, mas ainda acho que o primeiro é o cara que está mais exposto a perder a corrida, porque ainda gera um vácuo muito grande. Você vai ver nego cozinhando no começo e pensar: ‘Ih, tá morto’."
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ as 500 Milhas de Indianápolis.
PADDOCK GP #30 DEBATE INDY, F-E E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube