Penske finaliza processo de compra da Indy e Indianápolis Motor Speedway

Dois meses após anúncio, processo de compra da Indy e do Indianápolis Motor Speedway foi finalizado. Comando que era da Hulman & Company vai para as mãos da Penske Corporation

A Penske Corporation anunciou, na tarde desta segunda-feira (6), a finalização do processo de compra da Indy e do circuito Indianápolis Motor Speedway, confirmada em novembro passado.
 
O grupo Hulman & Company — da família de Tony George, responsável pela cisão da Indy em IRL e Cart em 1996 — anunciou em 4 de novembro de 2011 que estava vendendo a operação da Indy e do Indianápolis Motor Speedway após mais de 70 anos de serviços prestados.
 
"Estamos ansiosos para carregar a tradição de Indianápolis e da Indy. Estamos trabalhando com os times nos últimos dois meses para garantir uma transição produtiva, e estamos preparados para começar”, disse Roger Penske.
Roger Penske é o novo proprietário da Indy e do IMS (Foto: Reprodução)
Dono da equipe Penske, Roger negou conflito de interesse entre o time de maior sucesso na história da categoria e o controle da Indy. O novo dono afirmou interesse de trazer novas corridas para o Brickyard, incluindo o retorno da F1, que aconteceu por lá entre 2000 e 2007.
 
"Agora, é hora de trabalhar e continuar a crescer com o autódromo e o momento da Indy", seguiu.
 
Penske é apenas o quarto dono da história de Indianápolis. O primeiro foi Carl Fischer, que construiu a pista em 1909 e foi detentor até 1927, quando veio a compra de Eddie Rickenbacker. Tony Hulman e a Hulman & Company adquiriram um dos maiores palcos do automobilismo em 1945.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube