Quinto no grid, Castroneves admite “errinhos bobos” que custaram resultado melhor em São Petersburgo

Foi largando em quinto lugar que o brasileiro Helio Castroneves venceu a edição de 2012 do GP de São Petersburgo. Problema nos freios incomodou menos, mas não foi completamente solucionado pela Penske

Helio Castroneves acredita que poderia largar em uma posição um pouco melhor no GP de São Petersburgo, que abre a temporada da Indy neste domingo (24). No treino classificatório que acabou há pouco, na Flórida, o brasileiro chegou à fase final e disputou a pole-position, mas terminou somente na quinta colocação, o que o coloca na terceira fila do grid.

Mas o piloto admitiu que errou ao insistir com um jogo de pneus usados no fim da sessão. Apesar disso, Castroneves falou em evolução, pelo menos em relação aos treinos livres. O motivo da melhora no desempenho foi uma mudança, conservadora, no acerto do carro.

Helio Castroneves no cockpit da Penske neste sábado nublado em St. Pete (Foto: Shawn Gritzmacher/Indycar)

“Em relação ao que a gente tinha nos treinos, foi bem melhor. A gente colocou até umas coisas do ano passado. [Tem hora que] não adianta inventar, é manter o mesmo. Isso fez com que a gente pelo menos se colocasse entre os seis primeiros”, declarou Castroneves em entrevista ao Grande Prêmio. “Eu cometi uns errinhos bobos, para te falar a verdade, com o pneu mais usado, achando que ia segurar e não segurou. Foi um erro meu largar em quinto”, admitiu.

As informações em tempo real direto de São Petersburgo
As imagens do sábado em São Petersburgo
A volta virtual em São Petersburgo
Especial Indy

Em 2012, Castroneves largou na quinta posição para vencer pela terceira vez o GP de São Petersburgo. “É o lado positivo”, disse. Só que nem tudo que foi feito no ano passado poderá ser aplicado na prova deste domingo, já que a duração da corrida foi aumentada em 10 voltas para evitar que os times optem por estratégias de economia de combustível. “Por ter mudado um pouco a corrida, a gente tem que seguir trabalhando. O Will [Power, pole-position] está muito forte, tanto de pneu novo, quanto de pneu velho. Mas a corrida é um outro ritmo, a gente tem um carro bom e agora tem o Roger Penske na estratégia”, completou o piloto.

O problema nos freios que o atrapalhou nos treinos livres ainda não foi completamente solucionado, embora tenha incomodado bem menos neste sábado. Também por conta disso, Helio adotou a tática de entrar antes de todo mundo na pista em cada uma das partes do treino classificatório. O objetivo era avaliar melhor as condições do carro e da pista antes de buscar uma volta voadora.

O Grande Prêmio acompanha ‘in loco’ a abertura da temporada 2013 da Indy, em São Petersburgo, com o repórter Renan do Couto

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube