Indy

Três dias após retorno, Wickens tem infecção e passa por nova cirurgia

Três dias após pilotar o pace-car da Fórmula Indy, Robert Wickens precisou encarar a sala de cirurgia novamente. Uma placa na sua perna esquerda causou uma infecção, e piloto canadense precisará de recuperação de seis semanas

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Dias depois de pilotar o pace-car da Indy na etapa de Toronto, Robert Wickens voltou para a sala de cirurgia. O canadense precisou remover uma de suas placas em um osso da perna esquerda, que causou uma antiga infecção
 
Segundo Wickens, a cirurgia foi um sucesso. Agora, ele passará por uma reabilitação de seis semanas de antibióticos para ter a certeza de que o osso não irá infeccionar novamente.
 
Robert Wickens sofreu um grave acidente no GP de Pocono de 2018. O piloto da Schmidt Peterson teve diversas lesões, incluindo uma na espinha que o deixou paraplégico. Desde que recebeu alta, iniciou fisioterapia com o objetivo de retornar às pistas.
 
No último domingo, Wickens teve a oportunidade de conduzir o pace-car da Indy na volta de apresentação do GP de Toronto. O carro, um Honda NSX, foi adaptado para ser controlado inteiramente pelas mãos do canadense, que foi saudado pelo público presente no autódromo.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.