Rins elogia campeão Mir, mas se vê como piloto “número 1” da Suzuki na MotoGP

O espanhol destacou o bom trabalho que tem feito com o time japonês e afirmou que o objetivo de 2021 é tentar bater o companheiro de equipe

Álex Rins se vê como o piloto número 1 da Suzuki na MotoGP. O espanhol exaltou o trabalho que tem feito com a equipe, mas sem deixar de comemorar o título conquistado por Joan Mir na temporada 2020.

O competidor nascido em Barcelona está com o time japonês desde 2017, quando foi promovido à classe rainha do Mundial. Em seus quatro campeonatos, subiu 12 vezes no pódio, sendo três delas com vitórias.

Em 2020, teve seu melhor ano na MotoGP, terminando a classificação na terceira posição. Ao fazer um balanço de sua campanha, atrapalhada por um acidente ainda na primeira etapa em Jerez de la Frontera, afirmou que “no ano passado, não fui muito regular, ainda que nas últimas corridas terminei em quarto e estando no pódio.”

Álex Rins se vê como o número 1 da Suzuki (Foto: Suzuki)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Mas com a lesão no ombro na primeira corrida tive alguns circuitos que me incomodavam mais ou menos o ombro. Já Joan foi muito constante. Terminou muito bem as corridas e isso o deu certa vantagem para conseguir o título em Valência. No final da temporada, estava me sentindo muito melhor e mostrei o nível real que poderia ter mostrado durante todo o ano”, continuou.

Ao ser questionado se acha ser o número 2 da Suzuki, Rins foi direto na resposta, sem deixar de elogiar o campeão de 2020 Joan Mir. “Eu me sinto o número 1 da equipe. Trabalho muito bem, forte com a equipe, nunca tive nenhum problema”, pontuou.

“Sabemos o que passou no ano passado. Sinceramente, fiquei feliz, alegre com o título de Joan. Gostei que ficou em casa. Se não fosse eu, que fosse ele. Agora, meu principal objetivo é superar o piloto ao lado e esse ano vou tentar”, completou.

Inclusive, Mir já deixou claro que vai seguir com o #36 em 2021, algo que Álex não teria feito. “Sinceramente, levaria o #1. Se tivesse ganho, teria de mostrar. O objetivo de Joan para 2021 é manter a primeira posição porque já ganhou o Mundial uma vez”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube