Antonelli abre testes coletivos da Moto3 como mais rápido em Jerez em dia marcado por forte chuva

Mesmo com a chuva, a Moto3 testou nesta terça-feira (17) e o italiano Niccolò Antonelli foi o mais rápido deste primeiro dia de atividades em Jerez de la Frontera

Assim como aconteceu com a classe intermediária do Mundial de Motovelocidade, os trabalhos da Moto3 também foram prejudicados pela chuva que desabou nesta terça-feira sob o circuito de Jerez de la Frontera, que recebe a sessão final de testes da pré-temporada 2015.

Apesar das condições instáveis do tempo — na verdade, pela manhã, o sol deu as caras e a temperatura era de 18ºC —, os pilotos tiveram condições de treinar, ainda que de forma cautelosa. E o italiano Niccolò Antonelli foi o mais rápido deste primeiro dia de atividades no sul da Espanha.

Niccolò Antonelli liderou os testes em Jerez (Foto: Reprodução/Twitter)

Em cima da Honda #23, Antonelli completou a sessão em 1min49s055, impondo uma diferença de 0s381 para o espanhol Isaac Viñales, que corre com a Husqvarna. Já Brad Binder soube colocar a KTM na terceira posição, com a marca de 1min49s461. Miguel Oliveira, com a outra KTM da Ajo, terminou o dia na quarta colocação, à frente de Danny Kent e Hiroki Ono, ambos de Honda.

O italiano Romano Fenati, da equipe de Valentino Rossi, assinalou a sétima melhor marca e ficou a quase 1s do líder. John McPhee, Karel Hanika e Fabio Quartararo completaram os dez melhores.

As equipes retornaram ao circuito de Jerez nesta quarta-feira, para o segundo dia de trabalhos. As ações da classe do meio do Mundial de Motovelocidade começam às 10h, horário local, 6h (de Brasília).

Moto3, Jerez de la Frontera, Testes coletivos, dia 1:

1 23 NICCOLÒ ANTONELLI ITA ONGETTA Honda 1:49.055  
2 32 ISAAC VIÑALES ESP HUSQVARNA LAGLISSE 1:49.436 +0.381
3 41 BRAD BINDER SAF RED BULL KTM AJO 1:49.461 +0.406
4 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO 1:49.508 +0.453
5 52 DANNY KENT ING LEOPARD Honda 1:49.508 +0.453
6 76 HIROKI ONO JAP LEOPARD Honda 1:49.820 +0.765
7 5 ROMANO FENATI ITA VR46 KTM 1:49.960 +0.905
8 17 JOHN McPHEE ING RTG Honda 1:50.032 +0.977
9 98 KAREL HANIKA TCH RED BULL KTM AJO 1:50.135 +1.080
10 20 FABIO QUARTARARO FRA ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda 1:50.167 +1.112
11 55 ANDREA LOCATELLI ITA GRESINI Honda 1:50.402 +1.347
12 12 MATTEO FERRARI ITA TEAM ITALIA Mahindra 1:50.523 +1.468
13 9 JORGE NAVARRO ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda 1:50.526 +1.471
14 6 MARÍA HERRERA ESP HUSQVARNA LAGLISSE 1:50.528 +1.473
15 29 STEFANO MANZI ITA TEAM ITALIA Mahindra 1:50.578 +1.523
16 84 JAKUB KORNFEIL TCH SEPANG KTM 1:50.628 +1.573
17 33 ENEA BASTIANINI ITA GRESINI Honda 1:50.660 +1.605
18 65 PHILIPP OETTL ALE SCHEDL GP KTM 1:50.985 +1.930
20 88 JORGE MARTÍN ESP ASPAR Mahindra 1:51.130 +2.075
21 7 ÉFREN VÁZQUEZ ESP LEOPARD Honda 1:51.140 +2.085
22 95 JULES DANILO FRA ONGETTA Honda 1:51.159 +2.104
23 10 ALEXIS MASBOU FRA RTG Honda 1:51.278 +2.223
24 31 NIKLAS AJO FIN RBA KTM 1:51.357 +2.302
25 11 LIVIO LOI BEL RW Kalex KTM 1:51.405 +2.350
26 91 GABRIEL RODRIGO ARG RBA KTM 1:51.726 +2.671
27 58 JUANFRAN GUEVARA ESP ASPAR Mahindra 1:51.881 +2.826
27 21 FRANCESCO BAGNAIA ITA ASPAR Mahindra 1:51.913 +2.858
28 24 TATSUKI SUZUKI JAP CIP Mahindra 1:52.226 +3.171
29 22 ANA CARRASCO ESP RBA KTM 1:52.360 +3.305
30 63 ZULFAHMI KHAIRUDDIN MAL SEPANG KTM 1:52.402 +3.347
31 40 DARYN BINDER RSA AMBROGIO Mahindra 1:52.419 +3.364
32 19 ALESSANDRO TONUCCI ITA AMBROGIO  Mahindra 1:52.548 +3.493
33 16 ANDREA MIGNO ITA VR46 KTM 1:52.863 +3.808
34 2 REMY GARDNER AUS CIP Mahindra 2:08.276  +19.221

O 'NÚMERO DE SENNA'

41 é um número cabalístico na F1: representa o número de vitórias de Ayrton Senna. Quando Michael Schumacher o alcançou, as lágrimas vieram como mar. Os dois que estão mais próximos da marca são Sebastian Vettel – faltam duas – e Lewis Hamilton – restam sete depois do triunfo na Austrália. Os rumos recentes e o destino até permitem imaginar uma ‘final’ lá pela segunda metade da temporada. Quem vai vencer essa disputa?

VÃO TER DE ME ENGOLIR

A temporada 2015 da Stock Car começa neste domingo com um nome em evidência: Rubens Barrichello. Depois de se consagrar na categoria nacional em 2014, o piloto mais experiente da história da F1 vai tentar buscar o bicampeonato contando com a ajuda de que mais entende de título na Stock Car: Ingo Hoffmann. A grande questão é que os demais pilotos do grid, segundo Barrichello, não aceitaram bem seu título e vão fazer de tudo para dificultar sua missão… 

TÀ NAS REDES

Leitores do GRANDE PRÊMIO nas redes sociais elogiaram Lewis Hamilton após mais uma demonstração de domínio do atual campeão e o compararam a Ayrton Senna. Ainda, apostaram em Felipe Nasr como talento a ser lapidado e presente na F1 por bastante tempo. Além disso, os internautas criticaram às pencas o novo formato de transmissão da Globo e atitude da Red Bull de ameaçar sair da categoria agora que foi passada pela Mercedes

.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube