MotoGP

Arbolino acerta volta antes do retorno da chuva na Argentina e conquista primeira pole-position da carreira na Moto3

Tony Arbolino acertou uma boa volta pouco antes do retorno da chuva e garantiu a pole-position para o GP da Argentina. Marco Bezzecchi ficou com o segundo posto, com Gabriel Rodrigo fechando a primeira fila
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Tony Arbolino (Foto: Snipers)

A Moto3 tem um novo pole-position. Em sua 20ª corrida no Mundial de Motovelocidade, Tony Arbolino aproveitou uma breve trégua climática para cravar 1min53s782 na tarde deste sábado (7) e garantir o direito de largar na posição de honra pela primeira vez na carreira.
 
Assim como aconteceu nos demais treinos deste sábado, as condições de pista não eram uniformes. O asfalto ainda estava molhado da chuva da noite passada e a irregularidade do clima tampouco ajudava, já que alguns episódios de pluviosidade aconteceram ao longo do dia. No entanto, com um trilho seco na pista, os pilotos deixaram os boxes com os slicks.
Tony Arbolino faturou a pole em Termas de Río Hondo (Foto: Snipers)
Bem ao longo de todo o fim de semana, Marco Bezzecchi passou a maior parte da sessão na pole provisória, mas, com cerca de 15 minutos para o fim da classificação, viu Arbolino chegar em 1min54s020 e assumir a ponta.
 
Cinco minutos depois, a bandeira de chuva voltou a ser exibida em Termas de Río Hondo. Os pilotos foram aos boxes para a última rodada de pit-stop, mas, na volta, encontraram a pista bastante pior, sem chances de melhorarem suas parciais.

Assim, Bezzecchi ficou com a segunda colocação do grid, com o local Gabriel Rodrigo fechando a primeira fila. 0s564 atrás do #14, Adam Norrodin ficou com o quarto posto, à frente de Enea Bastianini.
 
Líder do terceiro treino do fim de semana, Fabio Di Giannantonio acabou em sétimo, à frente de Niccolò Antonelli e Arón Canet. Jorge Martín, que entrou na pista nesta tarde com uma peça da carenagem da Honda faltando, ficou em nono, com Andrea Migno fechando o top-10.
 
LEIA TAMBÉM
Stop & Go: Franco Morbidelli

Confira como foi a classificação da Moto3 para o GP da Argentina:
 
No momento da classificação da Moto3, o céu estava encoberto em Termas de Río Hondo. No termômetro, a temperatura indicada era de 20ºC, com o asfalto estando ligeiramente mais quente, batendo aproximadamente 21ºC.
 
Os pilotos não demoraram em ir para a pista assim que o cronômetro começou a rodar no circuito argentino. Um caso curioso que foi visto logo no início da sessão foi que Jorge Martín foi para a pista sem a parte debaixo de sua moto.
 
Os tempos rápidos, então, começaram a ser registrados na tabela da sessão. Após tantos nomes passarem pela ponta da folha, quem sustentava a melhor marca do momento era Alonso López, com 1min58s907.
 
Logo a liderança mudaria, e era Atiratphuvapat era quem surgia como o mais veloz, seguido por López, Foggia, Arbolino, Canet, McPhee, Norrodin, Mingo, Di Giannantonio e Masiá.
 
Com 28 minutos para o final, os tempos seguiam caindo em Termas de Río Hondo. Com 1min58s131, Gabriel Rodrigo tomou para si a pole-position provisória. Enquanto isso, no pelotão do meio, grande parte dos competidores estava nos boxes..
 
Marco Bezzechi surgiu então para implodir todos os tempos anteriores. Ao anotar 1min55s015, ele pulou para a liderança da tabela. Com as condições da pista melhorando, demais pilotos começaram a acompanha-lo.
 
Com pouco mais de 20 minutos para se encerrar tudo na Argentina, O #12 era o primeiro, seguido de perto por Arenas, Canet, Antonelli e Dalla Porta.

Quando o relógio atingiu a marca de 16 minutos para o fim, todos os pilotos do pelotão da frente começaram a se dirigir para os boxes, com apenas Migno e Di Giannantonio do top-10 ficando na pista.
 
E quase na fase final da classificação, a bandeira de chuva começou a tremular em Termas de Rìo Hondo. A grande parte dos pilotos estava nas garagens de suas equipes.

Perto do fim, Arbolino estava na liderança com 1min53s782, seguido por Bezzecchi, Rodrigo, Norrodin e Bastianini. A diferença para o último, Yuchenko, é de 6s305.
 
Depois que o tempo entrou no jogo, ninguém mais chegou perto de ameaçar Arbolino. Com boa volta, o piloto conquistou a primeira pole-position da carreira. Bezzecchi e Rodrigo completam a primeira fila do grid na  Argentina.

Moto3 2018, GP da Argentina, Termas de Río Hondo, Grid de largada:

1 14 TONY ARBOLINO ITA SNIPERS HONDA 1:53.782  
2 12 MARCO BEZZECCHI ITA PRÜSTEL KTM 1:54.088 +0.306
3 19 GABRIEL RODRIGO ARG RBA KTM 1:54.330 +0.548
4 7 ADAM NORRODIN MAL PETRONAS Honda 1:54.346 +0.564
5 33 ENEA BASTIANINI ITA LEOPARD Honda 1:54.361 +0.579
6 21 FABIO DI GIANNANTONIO ITA GRESINI Honda 1:54.363 +0.581
7 23 NICCOLÒ ANTONELLI ITA SIC58 Honda 1:54.366 +0.584
8 44 ARÓN CANET ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda 1:54.380 +0.598
9 88 JORGE MARTÍN ESP GRESINI Honda 1:54.388 +0.606
10 16 ANDREA MIGNO ITA ÁNGEL NIETO KTM 1:54.562 +0.780
11 5 JAUME MASIÁ ESP WORLDWIDE KTM 1:54.568 +0.786
12 75 ALBERT ARENAS ESP ÁNGEL NIETO KTM 1:54.649 +0.867
13 71 AYUMU SASAKI JAP PETRONAS Honda 1:54.799 +1.017
14 10 DENNIS FOGGIA ITA VR46 KTM 1:54.988 +1.206
15 48 LORENZO DALLA PORTA ITA LEOPARD Honda 1:55.323 +1.676
16 11 LIVIO LOI BEL AVINTIA KTM 1:55.458 +1.676
17 22 KAZUKI MASAKI JAP RBA KTM 1:55.514 +1.732
18 84 JAKUB KORNFEIL TCH PRÜSTEL KTM 1:55.516 +1.734
19 24 TATSUKI SUZUKI JAP SIC58 Honda 1:55.604 +1.822
20 65 PHILIPP OETTL ALE SCHEDL GP KTM 1:55.800 +2.018
21 72 ALONSO LÓPEZ ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda 1:55.982 +2.200
22 17 JOHN MCPHEE ING CIP KTM 1:56.107 +2.325
23 41 NAKARIN ATIRATPHUVAPAT TAI TEAM ASIA Honda 1:56.176 +2.394
24 27 KAITO TOBA JAP TEAM ASIA Honda 1:56.222 +2.440
25 40 DARRYN BINDER RSA RED BULL KTM AJO 1:56.333 +2.551
26 42 MARCOS RAMÍREZ ESP WORLDWIDE KTM 1:56.478 +2.696
27 8 NICOLÒ BULEGA ITA VR46 KTM 1:57.976 +4.194
28 76 MAKAR YURCHENKO CAZ CIP KTM 2:00.087 +6.305
             
RECORDE ÉFREN VÁZQUEZ ESP SAXOPRINT Honda 1:39.400 144.6 km/h
MELHOR VOLTA JACK MILLER AUS RED BULL KTM AJO 1:39.068 145.5 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA MOLHADA   ar: 18ºC | pista: 20ºC


CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO