Circuito das Américas decide cancelar etapa de 2020 da MotoGP

Após ter etapa adiada, Austin anuncia o cancelamento da corrida da MotoGP em 2020. Circuito, porém, afirma que receberá a categoria em abril de 2021

O calendário 2020 da MotoGP tem mais uma baixa. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a etapa de Austin, nos Estados Unidos, foi cancelada. A corrida já tinha sido remarcada no início da epidemia e, agora, sai oficialmente da atual temporada.

Em breve comunicado nas redes sociais, o Circuito das Américas anunciou que a prova da MotoGP, marcada para novembro, não vai acontecer. A organização do evento, porém, adiantou que a corrida do próximo ano está confirmada. O Mundial de Motovelocidade vai à capital do Texas entre 16 e 18 de abril de 2021.

Atualmente, os Estados Unidos estão com quase 3 milhões de casos de Covid-19 confirmados, além de 131.362 mortes. O Condado de Travis, onde fica Austin, já tem 11.926 casos diagnosticados e 144 óbitos.

Austin receberia a MotoGP no início da temporada, entre 16 e 18 de abril. Steve Adler, prefeito da cidade, declarou “estado de emergência local” e a prova foi remarcada para o fim do ano, nos dias 13 a 15 de novembro, em uma sequência de finais de semana com Argentina e Comunidade Valenciana.

Outras provas já haviam sido canceladas anteriormente, como Catar, Holanda, Alemanha, Finlândia, Japão, Grã-Bretanha e Austrália. A saída da etapa americana abre um espaço no calendário que pode ser usado pela etapa da Tailândia, que ainda deseja receber a MotoGP em 2020.

O circuito das Américas também cancelou, no início do ano, a etapa da Indy. O GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, que acontece em Austin desde 2012, ainda não foi confirmado oficialmente pela categoria.

Valentino Rossi em ação no GP de Austin de 2019 (Foto: Yamaha)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube