Dados informam que acidente de Márquez na Tailândia teve impacto de 26G

A Alpinestars, marca do macacão da MotoGP, divulgou informações do forte acidente sofrido por Marc Márquez em Buriram. Junto com a Tech-Air, sistema de airbag da roupa, informou que o impacto do piloto no chão foi de 26.1G, além de todo o acidente ter durado quase 5s

Nos minutos finais do ensaio em Buriram, o espanhol acabou indo ao chão na curva 7. A queda foi tão violenta que o titular da Honda acabou sendo levado ao hospital por relatar dores na perna esquerda e nas costas. No final, foi liberado para a prova que o sagrou hexacampeão.
 
E se as imagens impressionam, os dados divulgados não fogem do mesmo sentimento. A Alpinestars, em parceria com a Tech-Air, sistema de airbag inserido nos macacões, publicou que o impacto no chão foi de nada menos que 26.14G.
Marc Márquez (Foto: Cormac/HRC)

Ainda, o sistema de proteção da roupa do #93 foi acionado enquanto o competidor ainda estava no ar, 0s585 antes de tocar o chão – o airbag fica inflado por 5s, oferecendo proteção em toda parte superior do corpo. Todo o acidente durou 4s81.
 

Curiosamente, os macacões com o dispositivo só passaram a ser obrigatórios no Mundial de Motovelocidade a partir do ano passado. Eles devem ser usados em todas as sessões por pilotos titulares e estejam funcionais enquanto os competidores estiverem na pista.
 
Pol Espargaró, que viu o acidente de perto, afirmou que foi “violento e agressivo”. Enquanto isso, Alberto Puig, chefe da Honda, afirmou que qualquer outro piloto que tivesse sofrido a queda “teria se desintegrado”.
 

Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube