Diretor descarta revolução, mas admite que Yamaha precisa de “evolução forte” para ser competitiva

Diretor da Yamaha, Lin Jarvis avaliou que a YZR-M1 não precisa de uma revolução para ser competitiva na MotoGP. O dirigente considerou que é preciso evoluir fortemente o protótipo 1000cc para recuperar a forma perdida

Diretor da Yamaha, Lin Jarvis acredita que a YZR-M1 não precisa de uma “revolução” para recuperar sua competitividade. A casa de Iwata viveu um 2018 difícil, mas, além de encerrar o mais longo jejum de sua história na MotoGP, aproveitou a reta final da temporada para recuperar confiança com a melhora na performance.
 
Às vésperas do início da temporada 2019, Jarvis entende que a Yamaha precisa mesmo é de uma grande evolução no protótipo 1000cc.
 
“Honestamente, nós não precisamos de uma revolução no momento”, disse Jarvis. “Nós precisamos de uma evolução forte”, seguiu.
Lin Jarvis (Foto: Yamaha)
“No fim do ano passado, nós estávamos muito próximos”, avaliou. “Nós precisamos ser perfeitos em todas as áreas. Se trouxéssemos uma revolução agora, podemos perder nossa base”, ponderou.
 
“Não tem nada radical. Nós passamos a maior parte do tempo em Valência escolhendo o motor, então vamos entregar uma ou duas opções que serão ajustadas partindo de Valência”, explicou.
 
Embora a M1 não traga uma revolução, a Yamaha veio mudada para 2019. Além da contratação de Jonas Folger para o posto de piloto de testes, a casa de Iwata também substituiu Kouji Tsuya por Takahiro Sumi no comando do projeto da M1, assim como realizou outras mudanças em sua organização para melhorar a relação entre a fábrica no Japão e a sede italiana.
 
“É um teste muito importante para nós. É crucial”, reconheceu Lin. “Muitas pessoas me perguntaram na semana passada na Itália: ‘Como vai ser nesta temporada?’. E eu respondi: ‘Honestamente, espero que bem, mas não sei’”, relatou.
 
“Até irmos para Sepang, não sabemos o quão bons são nossos rivais. Talvez possamos julgar que não somos tão ruins, mas se nossos rivais derem um grande passo, talvez não possamos ser competitivos”, completou.

#GALERIA(9637)
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar