MotoGP

Dovizioso nega preocupação com julgamento da FIM por defletor no Catar e reforça: “A vitória foi a vitória”

Andrea Dovizioso afirmou nesta quinta-feira (28) que não estava preocupado com o julgamento da Corte de Apelações da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) sobre o protesto das equipes rivais contra a Ducati por conta do uso de um defletor no braço oscilante traseiro. O #4 considerou que, no pior dos casos, a equipe de Bolonha não poderia mais usar a peça

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Andrea Dovizioso não esquentou a cabeça com a polêmica envolvendo a Ducati nas últimas semanas. O italiano considerou que, no pior cenário, a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) teria impedido a casa de Bolonha de usar o defletor que motivou o protesto de Honda, KTM, Aprilia e Suzuki.
 
Após o GP do Catar, as demais fábricas do grid, com exceção da Yamaha, apresentaram um protesto ao Painel de Comissários, mas a queixa acabou rechaçada. As quatro construtoras, porém, entraram com um recurso e o caso acabou remetido à Corte de Apelações da FIM.
 
Andrea Dovizioso negou preocupação com julgamento da FIM (Foto: Ducati)
Nesta quinta-feira, em uma coletiva de imprensa em Termas de Río Hondo, Dovizioso foi questionado se ficou preocupado com o julgamento da FIM, mas afirmou que não esquentou a cabeça, já que a Ducati tampouco tem muitos dados sobre o funcionamento do defletor.
 
“Não. No fim, não. Para mim, não, porque eu não estava preocupado em relação aos pontos”, disse Dovizioso. “No pior caso, eles não nos dariam a possibilidade de usar a peça no futuro, mas eu também não estava muito preocupado com isso, pois colocamos aquela peça no warm-up e também não temos muitas informações sobre ela”, seguiu. 
 
“Quando você faz alguma coisa é porque tem algo interessante, mas nós ainda não temos muitos dados sobre isso”, reforçou. 
 
Andrea lembrou, no entanto, que a Ducati teve um fim de semana positivo em Losail e se mostrou confiante para o restante da temporada.
 
“A vitória foi a vitória. Nós fizemos um fim de semana realmente bom, eu me senti muito bem com a forma como terminamos o fim de semana, então fiquei feliz em voltar e ter um bom feeling com a moto”, comentou. “Foi uma corrida um pouco estranha, bem lenta, mas nós fizemos essa estratégia, pois eu queria fazer aquilo e deu certo, então ficamos felizes”, concluiu.