Ducati exalta Bagnaia e vê Martín “traído pelo excesso de entusiasmo” na Indonésia

Chefe da Ducati Corse, Gigi Dall’Igna exaltou a reação de Francesco Bagnaia durante o fim de semana em Mandalika e classificou a vitória do italiano como “formidável”

Chefe da Ducati Corse, Gigi Dall’Igna avaliou que Jorge Martín foi “traído apelas pelo excesso de entusiasmo” no GP da Indonésia de domingo (15). O dirigente exaltou, por outro lado, o que classificou como uma “vitória retumbante de um formidável” Francesco Bagnaia.

Pecco chegou a perder a liderança do Mundial de Pilotos no sábado, após uma classificação ruim e a vitória de Martín na corrida sprint. No domingo, o piloto da Pramac vinha em uma atuação dominante, mas caiu e abriu espaço para a reação do #1 que, mesmo largando em 13º, escalou o pelotão para vencer em Mandalika.

Francesco Bagnaia foi bastante elogiado pelo chefe da Ducati (Foto: Ducati)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Foi uma corrida vivida em suspense e durante a qual uma reviravolta dramática sempre foi uma possibilidade, ainda mais se vista da perspectiva de todo o fim de semana”, disse Dall’Igna em um blog no site da Ducati. “Foi um fim de semana que não começou com a melhor das promessas, mas que terminou com uma vitória retumbante, conquistada volta a volta por um formidável Pecco, que mais uma vez encontrou sucesso no momento mais importante da temporada. Foi uma maneira perfeita de comemorar o Mundial de Construtores, conquistado no sábado”, seguiu.

“Foi um sinal forte, um sucesso intensamente desejado, sofrido e conquistado, dando tudo de si, uma verdadeira obra de arte depois do que aconteceu a classificação e na corrida sprint. Um exemplo brilhante de reação e determinação de um verdadeiro campeão, alguém que estava imediatamente pronto quando as circunstancias viraram a seu favor”, destacou.

Dall’Igna lembrou que Martín tinha mostrado muita força na sprint e vinha fazendo o mesmo no GP da Indonésia.

“Depois de conquistar uma vitória absoluta na corrida sprint de sábado, Jorge também dominou o GP com uma autoridade implacável, traída apenas pelo excesso de entusiasmo”, avaliou. “Bagnaia simplesmente fez a corrida dele, com orgulho e a consciência de sempre acreditar: foi isso eu o levou a vitória. Foi uma corrida esplêndida dele, e é essa atitude vencedora que eleva nosso moral. Ele completou a reação com a tenacidade e o talento que são vistos no seco há anos. Um sucesso retumbante que faz toda a diferença e o recoloca o topo da classificação do campeonato”, indicou.

Com cinco etapas pela frente na temporada 203 da MotoGP, Dall’Igna avaliou que a disputa pelo título seguirá empolgante e muito dura.

“Restam mais cinco corridas até o fim da temporada: será, de fato, muito duro. O que aconteceu nas últimas corridas, incluindo hoje, mostra a incerteza de um desafio totalmente da Ducati, que promete ser empolgante e totalmente dedicado ao espírito esportivo. Estamos orgulhosos de tudo isso”, concluiu.

MotoGP volta a acelerar no GP da Austrália, em Phillip Island, no final de semana do dia 22 de outubro. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade.

Moreira prova na Indonésia que educação sempre vence. Inclusive no esporte
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.