Quartararo afirma que GP de Doha “dá muito mais confiança” do que vitórias de 2020

Francês destacou que o fato de ter caído para a nona colocação ainda no início da disputa, mas ter conseguido vencer serve como uma injeção de confiança

Assista aos melhores momentos do GP de Doha de MotoGP (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Fabio Quartararo afirmou que a vitória no GP de Doha dá “muito mais confiança” do que as conquistas da temporada passada. O piloto da Yamaha destacou que foi importante ter conseguido vencer em Losail após cair para a nona colocação ainda no início da corrida.

Fabio largou na quinta colocação na corrida de Doha, mas acabou despencando para o nono posto ainda no início. Ainda assim, o francês de Nice conseguiu se recompor, tomou a liderança de Jorge Martín já na reta final da disputa, rompeu o pelotão e venceu com 1s457 de margem para Johann Zarco, que assegurou o segundo posto também no fim do GP de Doha.

Fabio Quartararo venceu a primeira de 2021 (Foto: Yamaha)

LEIA TAMBÉM
⇝ Série à la ‘Drive to Survive’ é impulso necessário para expansão da MotoGP

“Sinto que esta vitória me dá muito mais confiança do que as vitórias do ano passado, já que vim de trás”, disse Quartararo. “No teste, foi difícil, pois as Ducati são rápidas na reta e, em termos de ritmo, seria difícil batê-los. Mas, de fato, é preciso olhar para si mesmo e tentar fazer o melhor que podemos. Foi o que fiz hoje e isso me dá uma injeção de confiança para o futuro”, seguiu.

Embora a Yamaha tenha um histórico favorável na pista do Catar, as Ducati entraram como favoritas neste começo de temporada, especialmente por conta da força do motor, mas, assim como Maverick Viñales tinha feito no GP do Catar, Fabio conseguiu aproveitar as forças da YZR-M1 para vencer.

“Honestamente, me sinto muito feliz, pois é verdade que esta pista nos ajuda muito a fazer boas ultrapassagens, como na saída da curva 3”, comentou. “Me senti muito bem com a moto. Também nas curvas 8, 9, 10 e 15, então é bom ter uma grande confiança na dianteira, pois todos os outros pilotos são muito rápidos, mas as vezes você faz uma ultrapassagem e não sabe o que vai acontecer mais tarde”, indicou.

“Você sente a frente se movendo, mas é algo que não tivemos no último ano. Eu entrava na curva sem sensação nenhuma e aí simplesmente perdia a frente”, comentou. “Mas com esta moto, sinto que tenho um pouco mais de confiança na dianteira e sinto muito mais o limite. No fim, era disso que eu precisava para ser rápido. Nós agora temos isso no Catar e estou cruzando os dedos para ter isso em todas as corridas”, completou.

A MotoGP retorna às pistas em 18 de abril para o GP de Portugal, em Portimão, terceira etapa da temporada 2021 do Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar