Fernández vence GP da Europa de infortúnios de candidatos ao título da Moto3

Raúl Fernández aproveitou os azares dos postulantes ao título, dominou quase de ponta a ponta e garantiu a primeira vitória no Mundial de Motovelocidade. Sergio García e Ai Ogura completaram o pódio

Raúl Fernández fez exibição de gala no GP da Europa da Moto3. Na corrida deste domingo (8), o piloto soube aproveitar as oportunidades para assumir a primeira colocação, abrir respiro confortável e conquistar a vitória em Valência.

O competidor da Red Bull KTM Ajo dominou quase de ponta a ponta para cruzar a linha de chegada com pouco mais de 1s5 de vantagem para o restante do pelotão e assegurar a primeira vitória no Mundial de Motovelocidade.

Sergio García deu bote certeiro na última volta para cruzar a linha de chegada na segunda colocação e estrear no pódio no campeonato 2020. Ai Ogura se manteve forte na briga pelo título ao completar o top-3 em Valência.

Raúl Fernández venceu a primeira no Mundial (Foto: KTM Ajo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Quem teve um grande revés foi Albert Arenas. O líder da classificação conseguiu se esquivar de um acidente ainda na primeira volta, mas acabou vítima indireta. O piloto da Aspar teve de ir aos boxes e pouco depois retornou a pista, mas recebeu bandeira preta e foi excluído da disputa por direção irresponsável.

Os demais postulantes ao título tiveram dia de azares no circuito Ricardo Tormo. Quando liderava, Celestino Vietti se envolveu em um acidente e terminou a disputa na última colocação, enquanto John McPhee e Jaume Masià não viram a bandeira quadriculada.

Com o resultado desta antepenúltima prova da temporada 2020, Arenas segue na liderança do Mundial com 157 pontos, só três a mais do que Ogura. Vietti é o terceiro, 20 atrás do líder. Arbolino é o quarto, com Masià fechando um top-5 coberto por 24 tentos.

No Mundial de Construtores, a Honda lidera com 281 pontos, só quatro a mais que a KTM. A Leopard comanda o Mundial de Equipes, à frente de Aspar e VR46, que seguem na briga pelo título.

Saiba como foi o GP da Europa de Moto3:

Tal qual indicaram os meteorologistas, o domingo amanheceu com condições climáticas completamente diferentes dos dois dias anteriores. Depois de dias bastante nublados, o domingo tinha céu azul, apesar das muitas nuvens claras no céu, mas as temperaturas seguiam baixas, com os termômetros medindo 17°C e o asfalto chegando a 16°C.

Na hora da largada, Celestino Vietti saltou para a ponta, com Alonso López se instalando em segundo pouco depois. John McPhee não saiu bem e despencou para nono ainda nos primeiros metros no Ricardo Tormo.

No começo da volta 2, López tomou a liderança de Vietti, mas ficou pouco por lá, já que Raúl Fernández deu o bote pouco depois. Alguns metros adiante, na curva 4, Vietti caiu no meio do bolo. Como efeito dominó, López atingiu a traseira de Arenas e caiu. Líder do Mundial, Albert quase foi junto, mas apesar de ter evitado a queda, acabou com algum problema na moto e for forçado a parar nos boxes.

Assim, Fernández tomou a ponta, com Tony Arbolino aparecendo para ocupar a segunda colocação, à frente de Darryn Binder, Ai Ogura e Sergio García.

Fernández, aliás, não só tomou a ponta, mas também abriu uma vantagem enorme, especialmente para os padrões Moto3: 2s6.

Na volta 5, McPhee caiu na curva 1, mas escapou de lesões mais sérias. Ainda assim, era fim de prova para o piloto da SRT.

No mesmo giro, Arenas voltou para a pista depois de a Aspar arrumar a KTM. O espanhol era o último colocado.

Vice-líder do campeonato, Ai Ogura foi alertado pelos mecânicos de que Arenas, Vietti e McPhee tinham sido nocauteados. Era uma boa oportunidade para ganhar pontos e esquentar a briga pelo título.

Com Raúl mais e mais distante, o foco de atenção mudou para o segundo lugar. Arbolino defendia bem a posição, mas era pressionado por García, Ogura e Binder, que formavam o segundo pelotão.

Vencedor das últimas duas corridas, Jaume Masià não foi muito longe na etapa 1 de Valência. O piloto da Leopard caiu na curva 4 e saiu dolorido após uma série de cambalhotas. O espanhol era o quarto no Mundial e seguia vivo na briga.

García atacou Arbolino e conseguiu assumir a segunda posição, mas levou o troco quase que imediatamente. Ogura, então, aproveitou para pular para terceiro.

Na corrida deste domingo, os limites da pista vinham sendo ignorados pelos pilotos, o que causou uma série de punições da volta longa. Romano Fenati, por exemplo, foi um dos sancionados, enquanto Dennis Foggia teve de cumprir a pena duas vezes depois de não pagar a primeira advertência.

Apesar de estar em último, Arenas vinha no meio do bolo e aproveitou para sinalizar para Binder para que colocasse na traseira para ser puxado até o pelotão. A ideia, porém, não foi das mais inteligentes. O espanhol levou uma bandeira azul, uma indicação clara para abrir caminho para o sul-africano e, pouco depois, recebeu bandeira preta e foi desclassificado por direção irresponsável.

Na volta 14, foi Tatsuki Suzuki quem encerrou a participação na corrida com uma queda. O japonês não se machucou, mas saiu irritado. Pouco depois, Foggia caiu na curva 8 e abandonou.

No pit-lane, o Team Asia ia empenhado em alertar Ogura para aproveitar a boa chance. Depois de avisar sobre a queda dos rivais pelo título, a equipe foi ainda mais clara e escreveu ‘ataque’ no pit-board do japonês.

Com sete voltas para o fim, a vantagem de Fernández na ponta tinha caído para 1s888, com Arbolino e García coladinhos, mas focados na caçada.

Ai, então, ouviu o conselho do time e foi ao ataque, tomando o segundo posto de García. O piloto da Estrella Galicia 0,0, porém, recuperou a posição pouco depois.

Ogura fez uma nova tentativa e recuperou o terceiro lugar, mas não conseguiu encontrar brechas para atacar Arbolino. O piloto da Snipers, por sinal, seguia reduzindo a vantagem de Fernández, que, com três voltas para o fim, era de 1s5.

Sergio seguiu insistindo e conseguiu recuperar a posição, devolvendo Ogura ao quarto lugar. Quinto, Binder já vinha mais de 10s atrás do pelotão à frente.

Na volta final, García atacou Arbolino e tomou o segundo posto, com Ogura aproveitando para subir para o terceiro lugar. E foi nessas posições que eles viram a bandeirada.

LEIA TAMBÉM
Yamaha registra novo caso de Covid-19 e isola cinco funcionários em Valência
Com Portugal, Indonésia e Rússia na reserva, MotoGP tem calendário provisório para 2021

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Moto3 2020, GP da Europa, Valência, corrida

1R FERNÁNDEZRed Bull KTM Ajo 
2S GARCIAEstrella Galicia 0,0 Honda+0.703
3A OGURAAsia Honda+1.005
4T ARBOLINOSnipers Honda+1.037
5D BINDERCIP KTM+13.392
6C TATAYAvintia KTM+13.424
7S NEPAAspar Team KTM+16.719
8J ALCOBAGresini Honda+16.824
9F SALACSnipers Honda+16.964
10A SASAKIRed Bull KTM Ajo+17.088
11R ROSSIRBA KTM+17.344
12A MIGNOVR46 KTM+17.467
13R FENATIMax Racing Husqvarna+17.589
14D ÖNCÜRed Bull KTM Ajo+18.191
15G RODRIGOGresini Honda+18.358
16R YAMANAKAEstrella Galicia 0,0 Honda+18.441
17Y KUNIIAsia Honda+19.128
18J DUPASQUIERPrüstel KTM+19.583
19D PIZZOLIFacile Energy KTM+27.457
20B BALTUSPrüstel KTM+27.836
21M KOFLERCIP KTM+31.328
22K PAWISRT Honda+31.661
23C VIETTIVR46 KTM+1:20.533
 N ANTONELLISIC58 HondaNC
 K TOBARed Bull KTM AjoNC
 T SUZUKISIC58 HondaNC
 D FOGGIALeopard HondaNC
 J MASIÀLeopard HondaNC
 J MCPHEESRT HondaNC
 A LÓPEZMax Racing HusqvarnaNC
 A ARENASAspar Team KTMDSQ

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube